Conecte-se conosco

Mundo Cristão

Assembleia de Deus Ciadseta decide suspender todos os cultos presenciais em Araguaína; confira

Ricardo Costa

Publicado

em

Da Redação JM Notícia

A Assembleia de Deus Ministério Ciadseta em Araguaína, decidiu suspender todos os cultos presenciais em todo o campo de sua jurisdição pelo período de 16 a 31 de Março de 2021. Segundo a instituição que é liderada pelo pastor Paulo Martins Neto, nesse período, os cultos serão realizados na modalidade On-Line e terão sua transmissão através das redes sociais oficiais da instituição.

Por meio de comunicado, a Assembleia de Deus afirmou que a decisão é virtude do DECRETO do Governo do Tocantins, nº 6.230, que entra em vigor nesta data, 16 de março de 2020 e também do aumento no número de casos de COVID-19 em Araguaína – TO.

“Em acordo com a maioria dos membros do Colégio de Pastores Congregacionais (CPC), decide pela suspenção dos cultos presenciais em todo o campo de sua jurisdição de 16 a 31 de Março de 2021. Nesse período, os cultos serão realizados na modalidade On-Line e terão sua transmissão através das redes sociais oficiais da instituição”, disse o comunicado assinado pelo pastor Paulo Martins Neto.

Entenda

Na última sexta-feira (12), o Governo do Tocantins, publicou o decreto n 6.230, estabelecendo diversas medidas para o enfrentamento da Covid-19 no Tocantins. Entre as medidas que foram adotadas pelo Governo, estão a que tratam dos cultos religiosos no Estado.

De acordo com o artigo 14, do referido Decreto, os cultos no Tocantins não estão proibidos. O Decreto recomenda que preferencialmente os cultos sejam realizados de forma online, no entanto, os cultos presenciais podem ser realizados com até 30% da capacidade dos templos, de cada local, respeitando o distanciamento de dois metros entre cadeiras e os devidos protocolos de segurança, incluindo-se a exigência, conforme o caso, de que os fiéis se submetam ao teste do Coronavírus (Covid-19) antes das celebrações dos cultos.

Para o presidente da APEBE-TO, Ricardo JM, o Governo do Tocantins foi sensato ao não proibir a realização dos cultos presenciais:

“Estamos vivendo um momento muito crítico em nosso Estado, em nosso Brasil, e a igreja é o refúgio para muitas famílias em meio a esse caos em que estamos passando no momento”, disse Ricardo JM.

Publicidade

Últimas notícias

Brasil/Mundo13 horas atrás

Prêmio Respostas para o Amanhã abre inscrições para alunos do ensino médio

A competição é uma iniciativa da Samsung

Brasil/Mundo18 horas atrás

Receita Federal adia o prazo de entrega da Declaração de Imposto de Renda

Novo prazo se encerrará no dia 31 de maio

Brasil/Mundo1 dia atrás

Lei que obriga escolas a ter Bíblia é inconstitucional, decide STF por unanimidade

Por unanimidade, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu que a lei amazonense que obriga escolas e bibliotecas a manter pelo...

Brasil/Mundo2 dias atrás

Ativista pró-aborto morre após interromper a gravidez legalmente na Argentina

Jovem de 23 anos interrompeu a gravidez na quarta e faleceu no último domingo

Brasil/Mundo2 dias atrás

“Impeachment de ministro do STF não pode ser revanchismo”, diz Rodrigo Pacheco

Não permitiremos que o Senado atue de maneira revanchista ao relação ao Supremo

Brasil/Mundo2 dias atrás

Encceja 2020: avaliação tem calendário alterado novamente; confira

As provas serão aplicadas agora em agosto deste ano

Brasil/Mundo3 dias atrás

Estrutura física e tecnologia são essenciais para profissionais em home office

Com profissionais em sistema remoto é preciso pensar na estrutura física e tecnológica que facilitem o trabalho.

Brasil/Mundo3 dias atrás

Após 14 anos de governo de esquerda, Equador elege presidente conservador

Foram três tentativas até que Guilhermo Lasso conseguiu obter a maioria dos votos e se tornou o novo presidente do...

Brasil/Mundo3 dias atrás

Marcha da Família atrai milhares de pessoas em várias cidades do país

Grupos cristãos se manifestaram em várias cidades do país

Brasil/Mundo3 dias atrás

Padre solta o verbo contra veto a missas: “coisa de esquerdistas vagabundos”

Padre do interior de São Paulo acredita que em dez anos o Brasil será comunista se as igrejas não reagirem.

Publicidade