Conecte-se conosco

Mundo Cristão

Cristão egípcio é preso por “blasfemar” contra o islã no Facebook

Publicado

em

Cristão egípcio foi preso enquanto trabalhava na farmácia que tinha há 30 anos (foto representativa)

Uma opinião religiosa no Facebook custou a liberdade de um cristão no Egito. Em agosto, o homem que prefere não se identificar foi detido sob a acusação de insultar o islã na rede social. Apesar da ausência de provas, o seguidor de Jesus continua preso aguardando a decisão judicial.

De acordo com a esposa do farmacêutico, ele não sabe usar o Facebook e nem tem familiaridade com tecnologia. No dia da prisão, a farmácia do cristão foi invadida pela polícia, que prendeu a filha e ele. No dia seguinte, a filha foi solta e testemunhou que uma multidão furiosa também cercou o estabelecimento no momento da detenção.

+ Cristão é morto pela própria família após anunciar sua conversão no Facebook

“Meu marido é um homem muito pacífico. Ele tem a farmácia há mais de 30 anos e atende cristãos e muçulmanos. E nunca teve problemas com ninguém”, explica a esposa. Ela acredita que outras pessoas postaram as mensagens ofensivas em nome do marido e suspeita de que foram extremistas islâmicos, que abriram duas farmácias próximas a do cristão. “Talvez alguém queira prejudicar os negócios do meu marido para ajudar os concorrentes”, revela.

Para o advogado do cristão, a situação foi forjada. Já que no momento da prisão, o policial pegou o celular do farmacêutico, imprimiu a postagem e colocou dentro de um envelope. Mais tarde, o oficial afirmou que encontrou a prova dentro de uma gaveta da farmácia. Além disso, as filmagens do sistema de vigilância, que poderiam funcionar como provas, foram retiradas do local.

Faz um mês que o cristão, que tem problemas cardíacos, está preso, aguardando julgamento. O perfil do Facebook dele foi desativado e a farmácia permanece fechada.

A hostilidade contra os cristãos no Egito é comum, sendo o extremismo islâmico um dos maiores responsáveis por isso. Os jihadistas chegam a excluir, sequestrar e até assassinar os seguidores de Jesus.  

Publicidade

Últimas notícias

Brasil/Mundo5 horas atrás

Alexandre de Moraes revoga prisão do jornalista Oswaldo Eustáquio

Ministro afirma que detenção foi para evitar “agressões e ameaças contra a democracia” no 7 de setembro.

Brasil/Mundo7 horas atrás

Universidade holandesa está com inscrições abertas para cursos on-line gratuitos

Formações já estão disponíveis no site da instituição

Brasil/Mundo15 horas atrás

5 perguntas respondidas sobre a terceira dose das vacinas de Covid-19

A terceira dose já começou a ser aplicada no Brasil, idosos são os primeiros a receberem o reforço vacinal

Brasil/Mundo1 dia atrás

Workshop sobre meio ambiente e astronomia recebe inscrições até 22/09

GLOBE Brasil 2021 é realizado pela Agência Espacial Brasileira (AEB); confira como participar

Brasil/Mundo1 dia atrás

Ministério Zoe retorna aos lançamentos com a canção “Se dê mais uma chance”

A faixa chega nas plataformas nesta quarta-feira (22) em todas as plataformas digitais

Brasil/Mundo2 dias atrás

Caixa Econômica anuncia redução de juros para Crédito Imobiliário Poupança Caixa

Banco alcançou a marca de R$ 300 bilhões contratados na atual gestão e segue como o maior financiador da casa...

Brasil/Mundo2 dias atrás

“Big Mouth”: Grupo pró-família denuncia desenho da Netflix por abuso sexual infantil

Grupo pede que autoridades investiguem se o programa viola as leis contra pornografia infantil

Brasil/Mundo2 dias atrás

MG terá investimento de R$ 5,2 bilhões em projetos de energia solar e híbrida

Companhia alemã investirá o valor na construção de três usinas de energia limpa, sendo duas solares e uma de fonte...

Brasil/Mundo5 dias atrás

Hábitos que surgiram na pandemia e podem gerar sofrimentos psíquicos como ansiedade e depressão

Psicóloga e professora da UniAvan dá dicas para identificar quando um hábito se torna uma síndrome, como tratar e como...

Brasil/Mundo5 dias atrás

Instituto faz campanha para promover reconstrução facial gratuita para quem sofre com o rosto desfigurado

A parceria entre o Instituto Mais Identidade e a UNIP visa devolver a autoestima e a esperança dos pacientes