Conecte-se conosco

Brasil/Mundo

Decisão do STF pode trazer desemprego maciço aos salões de beleza

Doutora em administração analisa possível fim da Lei do Salão Parceiro

Publicado

em

Na próxima quinta-feira (20), o Supremo Tribunal Federal (STF) pode votar pela validade da Lei do Salão Parceiro. Se for revogada a lei, a situação caótica que se encontra o setor de beleza poderá ser ainda pior.

De acordo com a doutora em administração e professora de gestão no segmento de beleza, Dani Venâncio, de 2020 para 2021, 30% dos salões de beleza, entre cabelereiros e barbearias, fecharam as portas. E nos períodos de quarentena, em diversas localidades do país, o mercado foi o mais atingido pela pandemia.

Índices de uma pesquisa realizada pela fintech Biz Capital dão conta que os salões de beleza, centros de estética, depilação, entre outros, viram o faturamento cair 75% desde março de 2020.

A Lei do Salão Parceiro (Lei nº 13.352/2016), aprovada em 2016, trouxe grandes benefícios ao nicho, entre eles, regulamentou as relações de trabalho e tirou a informalidade, isto é, os contratos que foram firmados depois desta lei começaram a valer juridicamente. Outra vantagem desta lei foi a diminuição da carga tributária.

Antes da Lei do Salão Parceiro, os impostos (8,21%) eram pagos sobre o faturamento bruto do negócio. Depois da aprovação da lei, os impostos passaram a ser pagos sobre o saldo líquido, ou seja, eram suprimidos os rateios e as comissões profissionais, e com um valor substancialmente menor (6%).

“Se um salão de beleza apresenta um faturamento de 20 mil reais, e um gasto de 10 mil entre comissões e rateios, a Lei do Salão Parceiro proporciona que o imposto a ser pago é de 6% dos 10 mil reais do faturamento líquido. Se for revogada a lei, o imposto a ser pago é de 8,21% do faturamento bruto”, exemplifica a doutora em administração.

Segundo Dani Venâncio, a continuidade desta lei interessa a todos os atores do mercado, dos donos de salões aos profissionais que atuam na área. “Se a lei deixar de existir, os impostos vão duplicar ou triplicar e, consequentemente, causar a precarização do trabalho e um desemprego maciço no setor”, advertiu a professora.

Dani Venâncio

É doutora em administração e mestre em Administração Estratégica pela Universidade Federal de Santa Catarina.
Dani Venâncio, que é professora de gestão no segmento de beleza, é também sócia do Fuzz Cabeleireiros e Estética e da Barbearia Adam, com unidades em Florianópolis (SC).

A especialista integra também o programa “Criadores de Imagem”, idealizado, em 2009, pelo hairstylist Renato Fuzz, marca que tem como proposta aplicar uma metodologia própria na formação e na capacitação de profissionais do setor de beleza. A iniciativa já formou alunos no Brasil e em países como Portugal, Alemanha, Espanha, Argentina, Peru, Colômbia, Uruguai e  México.

Publicidade

Últimas notícias

Brasil/Mundo2 dias atrás

Frente Evangélica emite nota de repúdio à decisão de Barroso sobre missionários em terra indígenas

Nota critica a decisão e chama ação de "ideologia anticristã"

Brasil/Mundo2 dias atrás

Comissão especial conclui votação da reforma administrativa

Proposta seguirá para análise no Plenário da Câmara; para ser aprovada, são necessários dois turnos de votação

Brasil/Mundo2 dias atrás

Espanha: Partido Socialista quer prender grupos pró-vida que atuam na porta de clínicas de aborto

Clínicas abortistas pressionam o governo espanhol para tonar as ações pró-vida “um crime de obstrução ao direito ao aborto”

Brasil/Mundo2 dias atrás

Ministério da Saúde volta a recomendar vacinação de adolescentes sem comorbidades

A imunização deve ser feita somente com a vacina da Pfizer, a única autorizada no Brasil para esse público

Brasil/Mundo2 dias atrás

Barroso atende pedido do PT e proíbe entrada de missionários em terras indígenas

Decisão vale para novos grupos de missões que queiram entrar em aldeias isoladas durante a pandemia

Brasil/Mundo3 dias atrás

Demissão de diretor do Enem Digital não afetará candidatos, afirma Inep

Nova rodada de inscrições termina no próximo domingo (26)

Brasil/Mundo3 dias atrás

Saúde: Pandemia aumenta procura dos brasileiros por atividades físicas

Compras on-line de produtos esportivos foi uma das categorias que mais cresceu no início de 2021

Brasil/Mundo3 dias atrás

Vagas de emprego só para vacinados: Empresas começam a exigir comprovante de vacina para candidatos

A justificativa é que o profissional que não estiver vacinado pode colocar em risco a saúde de seus colegas

damares alves damares alves
Brasil/Mundo4 dias atrás

“Não é esquerda ou direita que vai transformar o Brasil, mas a igreja”, diz ministra Damares Alves

A ministra citou as leis em defesa da mulher e contra violência doméstica, mas cobrou posição das igrejas nessa luta

Brasil/Mundo4 dias atrás

MEC lança programa que incentiva a participação das famílias nas escolas

As secretarias de educação e escolas devem aderir ao programa para poderem receber os recursos financeiros