Conecte-se conosco

Brasil/Mundo

Deputado Eli Borges vota contra texto-base da MP que libera sorteios na TV

Avatar

Publicado

em

Mesmo com oposição da Frente Parlamentar Evangélica, texto-base foi aprovado na noite desta quarta-feira, 03. Foto: Reprodução

Representando a Frente Parlamentar Evangélica, o deputado Eli Borges (Solidariedade-TO) orientou voto contrário ao texto-base da medida provisória que autoriza emissoras de TV e rádio a realizar sorteios em suas programações (MP 923 de 2020).

Estamos vivendo uma pandemia, e esse tipo de procedimento na TV é altamente manipulador das pessoas menos favorecidas, porque muitas vezes no sonho de ganhar alguma coisa, gastam o que não têm. Isso também é uma porta de entrada extremamente perigosa para determinados jogos”, disse o deputado tocantinense (vídeo abaixo).

+ Deputado Eli Borges defende reabertura gradual de cultos presenciais

O deputado ainda conclamou os colegas do Parlamento para compreenderem que o “tema não é um tema neste tempo correto de de proceder…não podemos nos perder com temas alheios à pandemia“.

Texto-base foi aprovado

Em votação simbólica, sem contagem nominal de votos, o plenário da Câmara aprovou a medida provisória que libera os sorteios na TV e no rádio.

Os deputados agora votarão destaques que podem alterar pontualmente o texto principal.

O relator, Fernando Monteiro (PP-PE), estendeu a possibilidade dos sorteios para qualquer “concessionária e permissionária de serviço de radiodifusão”. Ou seja, TV e rádio, inclusive as regionais. Leia a íntegra (106 KB) do texto-base aprovado.

Também facilitou o pagamento das outorgas que permitem as emissoras funcionarem, algo que não era parte da medida provisória.

Essas outorgas são licitadas. O texto permite que os débitos de processos já efetuados sejam parcelados pelo tempo previsto na concessão ou permissão outorgada.

A votação foi simbólica. Ou seja, sem contagem de votos. O acerto é possível quando há acordo entre as bancadas partidárias.

A proposta, porém, ainda pode ser alterada. Ficou faltando as votações dos destaques –trechos analisados separadamente–, o que deve ocorrer nessa 5ª feira (3.jun.2020).

SORTEIOS

É necessária autorização para realização dos eventos. Além de sorteio, são permitidos pela lei concursos, vales-brinde e similares. A possibilidade também é aberta por organizações da sociedade civil.

As operações, segundo determina o projeto aprovado, devem ser mediadas eletronicamente (como um aplicativo ou página na internet) ou por telefone. Os participantes precisam se cadastrar nessas plataformas. Será permitido um cadastro por CPF.

É dispensada a autorização quando os prêmios distribuídos equivalem a no máximo R$ 10.000 ao mês. A operação deve ser gratuita para o participante.

É vedada a conversão dos prêmios em dinheiro.

São estipuladas as seguintes punições para as emissoras que burlarem as regras:

“I – cassação da autorização;

II – proibição de realizar tais operações durante o prazo de 3 anos;

III – multa de até 100% da soma dos valores dos bens prometidos como prêmios.”

Os sorteios em TV foram proibidos no fim dos anos 1990 pela Justiça. Eram realizados por meio de ligações telefônicas com tarifas. Na prática, era uma cobrança da qual as emissoras recebiam parte.

SOCIEDADE CIVIL

O texto também permite que organizações da sociedade civil distribuam prêmios mediante a sorteio ou outras modalidades, desde que com autorização prévia.

As entidades precisam ter atuação em alguma das 13 finalidades descritas no projeto, como assistência social. É vedada a participação de organizações que se beneficiem desse dispositivo em campanhas políticas.

legislação atual permite essas operações apenas a instituições dessa natureza declaradas de utilidade pública e sejam exclusivamente filantrópicas.

O texto aprovado pela Câmara estipula que o Ministério da Economia deve regulamentar e fiscalizar as operações.

É necessário usar como base os resultados das Loterias Federais. Há exceções: sorteios realizados em auditórios de emissoras de rádio e TV.

Assim como no caso da radiodifusão, a autorização para os sorteios também é dispensada quando os prêmios forem equivalentes a no máximo R$ 10.000 no mês.

Medidas provisórias são editadas pelo governo federal e têm força de lei desde o momento de sua publicação por até 120 dias. Para continuar valendo depois desse prazo, porém, é necessário que sejam aprovadas na Câmara e no Senado.

A medida provisória dos sorteios foi editada por Jair Bolsonaro depois de pressão de Band, SBT, Record e RedeTV! para que telespectadores pudessem telefonar ou usar 1 aplicativo pela internet para comprar produtos e receber prêmios durante a transmissão de algum programa.

Publicidade

Últimas notícias

Brasil/Mundo37 minutos atrás

Prêmio internacional de pesquisa em neurobiologia está com inscrições abertas

Valor da premiação é de US$25 mil

Brasil/Mundo6 horas atrás

Em discurso do Dia Nacional da Oração, presidente Joe Biden não menciona Deus

Deus não foi mencionado nenhuma vez em todo o discurso do presidente norte-americano

Brasil/Mundo7 horas atrás

Ministério da Saúde envia mais 3,9 milhões de vacinas da AstraZeneca/Oxford para todo o país

Destas, 27.100 serão destinadas ao Estado do Tocantins

Brasil/Mundo23 horas atrás

CCJ rejeita projeto sobre impeachment de ministro do STF que usurpasse poder do Congresso

Em seu parecer, a relatora Chris Tonietto criticou o "ativismo judicial" do STF afirmando que o Estado brasileiro sofre um...

Brasil/Mundo1 dia atrás

Programa oferece especialização gratuita na área de Tecnologia da Informação

O programa Santander Universidades disponibiliza 50 mil bolsas de estudos para especialização na área de Tecnologia da Informação. Interessados em...

Brasil/Mundo1 dia atrás

Brasil só pode comprar vacinas da Pfizer após aprovação da Lei 14.125/21

Presidente do Senado foi autor do projeto que viabilizou a compra de 100 milhões de doses

Brasil/Mundo1 dia atrás

Prouni, Fies e Sisu já possuem cronograma para o 2º semestre

Veja as datas de inscrições para esses três programas de acesso às universidades

Brasil/Mundo2 dias atrás

Parlamentares cristãos na Suíça suspendem lei de casamento gay até realização de referendo

Segundo uma pesquisa realizada em 2020 pelo grupo LGBTQ+ Pink Cross, mais de 80% dos suíços apoiam o casamento gay

Brasil/Mundo2 dias atrás

Inep define período de justificativa de ausência do Enem

Entre os dias 17 e 28 de maio interessados poderão realizar procedimento

Brasil/Mundo2 dias atrás

Jovem armado com faca invade escola e mata quatro pessoas no Oeste de SC

Três alunos e uma professora foram vítimas do ataque

Publicidade