Conecte-se conosco

Brasil/Mundo

Dobra o número de casamento infantil durante a pandemia de COVID-19

A Visão Mundial estima que um adicional de 4 milhões de meninas podem se casar devido à pandemia até 2022, em todo o mundo

Publicado

em

O relatório Breaking the chain, que acaba de ser publicado pela ONG World Vision, conhecida no Brasil como Visão Mundial, revela que o número de casamentos infantis duplicou em vários países no período entre março e dezembro de 2020, em comparação com o mesmo período de 2019. A descoberta corresponde às previsões da agência humanitária de que o aprofundamento da pobreza, após o advento da pandemia, pode adicionar mais 4 milhões de meninas nessa condição até 2022.

“Ao entregar as meninas a parceiros adultos, é perpetuada e normalizada uma relação de abuso, permitindo uma iniciação sexual precoce, interrompendo ou impedindo a educação e o desenvolvimento e gerando relações de dependência material que põe em risco tanto o bem-estar das meninas quanto dos filhos que elas venham a ter”, diz João Diniz, Líder Regional da Visão Mundial para a América Latina e Caribe.

A organização humanitária e não governamental alertou que a crise econômica e a deterioração dos sistemas de apoio tem sido um incentivo para o casamento de meninas e adolescentes. Diante do desemprego, perda de renda familiar e a incapacidade das famílias se sustentarem economicamente, uniões de meninas com adultos têm sido praticadas, mesmo quando a legislação local proíbe .

Dana Buzducea, líder de Incidência da World Vision International, afirma que, “a infância é sagrada e é preocupante que, a cada ano, 12 milhões de meninas se casem antes de completar 18 anos. Cada uma delas representa uma tragédia de efeitos devastadores: carteiras vazias nas salas de aula, meninas tratadas como mercadorias e a perda do potencial econômico e social de cada uma. Sabemos que o desespero, a pobreza e os fatores culturais podem levar ao casamento de crianças e adolescentes, especialmente em comunidades que enfrentam maiores adversidades econômicas. A pandemia e os confinamentos aumentaram a pressão sobre as famílias, ameaçando o direito das meninas de viver uma infância saudável, segura e de alcançar seu pleno potencial”.

A Visão Mundial estima que um adicional de 4 milhões de meninas podem se casar devido à pandemia até 2022, em todo o mundo – somando-se às 12 milhões que entravam para essa triste estatística anual mesmo antes da pandemia. Este tipo de violência exacerbada pela deterioração econômica causada pela pandemia de Covid-19 fez com que disparassem as gravidezes na adolescência na América Latina e no Caribe, região que tem a segunda maior taxa de gravidez na adolescência do planeta, de acordo com o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA). A mesma fonte cita que a cada ano, 1,5 milhão de adolescentes da região dão à luz e um terço desse número é devido à falta de informação e fruto de abuso. Este ano, o UNFPA estima que podem ser registradas entre 400.000 e 500.000 novas gestações na região.

“Essa tendência prejudica a meta de desenvolvimento sustentável (ODS 5.3), que visa eliminar o casamento infantil e todas as formas de violência contra a infância até o ano 2030 “, comenta o Líder Regional da Visão Mundial na América Latina, acrescentando que é fundamental unir esforços com diversos setores para proteger as meninas em situação de vulnerabilidade.

“Governos, doadores e organizações parceiras devem fazer mais para garantir que as leis que protegem a infância sejam cumpridas e devem desenvolver uma resposta mais robusta para eliminar o casamento infantil”, acrescentou Buzducea. A Visão Mundial argumenta também que a comunidade internacional deve trabalhar para aumentar a idade mínima para o casamento e uniões para 18 anos. A pesquisa reafirma que adiar uniões e casamentos e manter meninas no sistema escolar são a chave para melhorar o desenvolvimento e otimizar as oportunidades econômicas e sociais no futuro.

* O relatório Breaking Chain compila informações do Afeganistão, Bangladesh, Senegal e Uganda, onde a organização concentrou seu trabalho para prevenir e eliminar o casamento infantil. Nessas nações, a equipe tratou o dobro de relatos de casos de casamento infantil entre março e dezembro de 2020, em comparação com o mesmo período de 2019.

Sobre a Visão Mundial
A Visão Mundial Brasil integra a parceria World Vision International, que está presente em cerca de 100 países. No País, a Visão Mundial atua desde 1975, beneficiando 2,7 milhões de pessoas com projetos nas áreas de educação, saúde/proteção da infância, desenvolvimento econômico e promoção da cidadania. Seus projetos e programas têm como prioridade as crianças e adolescentes que vivem em comunidades empobrecidas e em situação de vulnerabilidade. Nesses 44 anos de atuação no Brasil, a Visão Mundial se consolida como uma organização comprometida com a superação da pobreza e da exclusão social. Para saber mais, acesse o site visaomundial.org

Publicidade

Últimas notícias

Brasil/Mundo13 horas atrás

Alexandre de Moraes revoga prisão do jornalista Oswaldo Eustáquio

Ministro afirma que detenção foi para evitar “agressões e ameaças contra a democracia” no 7 de setembro.

Brasil/Mundo14 horas atrás

Universidade holandesa está com inscrições abertas para cursos on-line gratuitos

Formações já estão disponíveis no site da instituição

Brasil/Mundo22 horas atrás

5 perguntas respondidas sobre a terceira dose das vacinas de Covid-19

A terceira dose já começou a ser aplicada no Brasil, idosos são os primeiros a receberem o reforço vacinal

Brasil/Mundo2 dias atrás

Workshop sobre meio ambiente e astronomia recebe inscrições até 22/09

GLOBE Brasil 2021 é realizado pela Agência Espacial Brasileira (AEB); confira como participar

Brasil/Mundo2 dias atrás

Ministério Zoe retorna aos lançamentos com a canção “Se dê mais uma chance”

A faixa chega nas plataformas nesta quarta-feira (22) em todas as plataformas digitais

Brasil/Mundo2 dias atrás

Caixa Econômica anuncia redução de juros para Crédito Imobiliário Poupança Caixa

Banco alcançou a marca de R$ 300 bilhões contratados na atual gestão e segue como o maior financiador da casa...

Brasil/Mundo2 dias atrás

“Big Mouth”: Grupo pró-família denuncia desenho da Netflix por abuso sexual infantil

Grupo pede que autoridades investiguem se o programa viola as leis contra pornografia infantil

Brasil/Mundo2 dias atrás

MG terá investimento de R$ 5,2 bilhões em projetos de energia solar e híbrida

Companhia alemã investirá o valor na construção de três usinas de energia limpa, sendo duas solares e uma de fonte...

Brasil/Mundo5 dias atrás

Hábitos que surgiram na pandemia e podem gerar sofrimentos psíquicos como ansiedade e depressão

Psicóloga e professora da UniAvan dá dicas para identificar quando um hábito se torna uma síndrome, como tratar e como...

Brasil/Mundo5 dias atrás

Instituto faz campanha para promover reconstrução facial gratuita para quem sofre com o rosto desfigurado

A parceria entre o Instituto Mais Identidade e a UNIP visa devolver a autoestima e a esperança dos pacientes