Conecte-se conosco

Brasil/Mundo

Documentário revela corrida ‘inescrupulosa’ para fazer transição de sexo em crianças com disforia de gênero

Documentário traz vários depoimentos de pais de pessoas trans

Publicado

em

Um novo documentário lançado nos EUA mostra o que está por trás da indústria que leva crianças com disforia de gênero e passarem por transição médica e cirúrgica.

O documentário chamado de “Trans Mission: What’s the Rush To Reassign Gender?” [Trans Missão: Qual é a pressa para reatribuição de gênero? – em tradução livre] é um projeto da ex-enfermeira pediátrica Jennifer Lahl, fundadora e presidente do Centro de Rede de Bioética e Cultura.

Ao longo do material, pais, profissionais médicos e ativistas preocupados são entrevistados e falam sobre a exploração de crianças, adolescentes e jovens adultos, muitos deles com necessidades especiais, que estão lutando contra a disforia de gênero ou traumas familiares.

Lahl também vai mostrar como os procedimentos médicos e cirúrgicos que alteram a vida, incluindo bloqueadores da puberdade, hormônios do sexo cruzado e cirurgias cosméticas eletivas, como mastectomias duplas e a remoção de testículos.

“Eu pensei, nós realmente precisamos fazer um filme focado em se devemos permitir que as crianças façam esse ‘tratamento’ experimental que tem consequências significativas a curto e longo prazo para sua saúde”, disse Lahl ao Christian Post.

Ao contrário das ideias apresentadas pelos defensores da afirmação da identidade de gênero em crianças, Lahl enfatizou que a disforia de gênero – que ela definiu como o “estado de confusão onde, ‘eu não me sinto confortável em meu corpo, não gosto do que está acontecendo com meu corpo e a mudança ao entrar na puberdade'”- não é um fenômeno novo, nem significa que uma criança nasceu no corpo errado.

A profissional de saúde alerta que é preciso entender o que está acontecendo com a criança em casa e na escola, pois a “transição médica e cirúrgica não é uma terapia apropriada para esse tipo de sentimento”.

A transição das crianças é uma questão que cruza as linhas políticas, até mesmo com membros da comunidade LGBT se manifestando contra o fenômeno. Mas aqueles que discordam publicamente da pressão para afirmar a identidade de gênero em crianças são frequentemente silenciados pela grande mídia ou banidos das plataformas sociais.

“Trans Mission” mostra o relato de pais que foram ameaçados por médicos dizendo que o filho não mudasse de gênero, cometeria suicídio. “Você prefere ter um filho vivo ou uma filha morta?” é uma das perguntas feitas.

Assustados, os pais autorizam as mudanças medicamentosas ou cirúrgicas em seus filhos, mesmo se opondo ao desejo da criança de mudar de sexo.

Lahl chamou esses métodos de “inescrupulosos” e “manipuladores”, acrescentando: “Tenho uma simpatia incrível por esses pais porque eles se sentem como se ninguém estivesse ao seu lado. Eles acham que os médicos estão contra eles. As escolas são contra eles e dizem: ‘Você deve permitir que seu filho mude seus pronomes‘”.

Ainda há o relato de uma pessoa trans que se sente “empurrada” para o procedimento por um médico “faminto por dinheiro” que teria garantido que todos os seus problemas seriam solucionados após a cirurgia.

“Na verdade eles ficam com corpos mutilados e precisa viver com essas consequências para sempre”, diz Lahl. “E ainda descobrem que a mudança não consertou nada”.

Por meio do documentário, Lahl diz que espera fornecer aos pais as ferramentas necessárias para combater a pressa em fazer a transição dos filhos por meio de drogas experimentais que alteram a vida e cirurgias que removem seus seios e mutilam seus genitais.

Aumento de transição de gênero no Reino Unido

Um estudo recente do Reino Unido descobriu um aumento de 5.000% entre adolescentes que vão a clínicas de gênero em busca de ajuda com a incongruência que experimentam entre seu senso interno de identidade e seu sexo biológico.

Embora muitos fatores estejam contribuindo para esse aumento, uma razão clara por trás disso, disse Lahl, é o contágio social alimentado por celebridades e mídias sociais. Essa ideia é corroborada por um estudo de 2019 da Brown University, que descobriu que pais de crianças com disforia de gênero viram seus filhos sofrerem pressão para se encaixar em seu grupo de amigos.

O documentário está em inglês e pode ser visto no Youtube.

PUBLICIDADE

Últimas notícias

Brasil/Mundo3 horas atrás

Violência psicológica contra a mulher passa a ser crime no Brasil

O crime pode ocorrer por meio de ameaça, constrangimento, humilhação, manipulação, isolamento, chantagem, ridicularização e outros

Brasil/Mundo4 horas atrás

Após protestos em todo Brasil pelo voto impresso auditável, TSE mira Bolsonaro e abre inquérito

Barroso rebateu as declarações do presidente Jair Bolsonaro, sem mencioná-lo, e voltou a garantir que o processo eletrônico é seguro. 

Brasil/Mundo19 horas atrás

ADENOM se prepara para realizar a 13ª Conferência de Avivamento e Missões em Novo México – Vila Velha

A Igreja fica na rua Rosa de Ouro, número 470- em frente a praça do bairro.

Brasil/Mundo23 horas atrás

Sisu 2021.2: inscrições começam nessa terça (03)

Programa disponibiliza vagas de graduação em universidades públicas

Brasil/Mundo1 dia atrás

Manifestação pelo voto impresso lota Avenida Paulista

O deputado federal Eduardo Bolsonaro esteve no evento e falou ssobre a perseguição política contra conservadores; Assista

Brasil/Mundo4 dias atrás

ANAJURE defende liberdade do colégio batista notificado por vídeo contra a ideologia de gênero

"O vídeo em questão, ainda que expresse discordância quanto às teorias de gênero, não estimula qualquer conduta discriminatória", diz a...

Brasil/Mundo4 dias atrás

Livro infantil enfrenta a ideologia de gênero: “Elefantes não são pássaros”

"O livro é uma repreensão absoluta à aceitação da transexualidade e ao número crescente de jovens que se identificam como...

Brasil/Mundo4 dias atrás

Cursos profissionalizantes são aliados na busca pelo emprego

Evento on-line e gratuito vai debater a educação profissionalizante

Brasil/Mundo5 dias atrás

Pandemia afetou o comportamento de responsáveis por crianças de até três anos em famílias de classe D

Isolamento e crise financeira trouxeram efeitos perversos da desigualdade nas classes mais baixas

Brasil/Mundo5 dias atrás

Bolsa Família pode ter reajuste de 50% ou mais, diz ministro

Valores passarão a ser pagos a partir de novembro