Conecte-se conosco
[the_ad id="107359"]

Brasil/Mundo

Globo coloca atriz transexual para “desconstruir gênero” em novela para adolescentes

Publicado

em

Da Redação JM Notícia

Atriz trans Gabriela Loran vive uma professora de dança em “Malhação”

A novela “Malhação”, que tem adolescentes como público-alvo, ganhará uma atriz transexual que terá como objetivo “desconstruir gênero” ao ajudar um aluno a enfrentar os preconceitos por conta de sua sexualidade.

A atriz transexual Gabriela Loran, 24 anos, fará parte do elenco interpretando uma professora de dança que será a principal incentivadora do personagem Leandro (Dhonata Augusto), homossexual que gosta de se vestir de mulher e sofre preconceito por isso.

“Vai acontecer uma desconstrução muito bonita da questão do gênero no que diz respeito à dança”, declarou Loran em entrevista ao jornal O Globo, se mostrando feliz pelo ser personagem e a importância dele para mudar a vida de Leandro.

Mas Loran entende que seu personagem já atinge também outros adolescentes que não conseguem apoio em seus círculos e na novela começam a perceber que podem ocupar espaços de respeito.

 “Acho muito interessante que seja no horário em que os adolescentes estão assistindo. Eu, quando jovem, não tive essa referência. Quando a pessoa vê uma mulher trans e empoderada, ocupando um espaço de respeito, ela acredita que existe, sim, uma oportunidade”, disse a atriz.

Inclusive ela relata que já vem recebendo recados de pessoas que estão se inspirando no personagem Gabriela. “Estou tendo um feedback maravilhoso. Muitas meninas trans me escrevem, comemorando. Isso, para mim, como Gabriela e militante, não tem preço. Servir de referência para alguém como você é incrível”, comemorou.

Na visão da atriz trans, é importante conquistar espaços de destaque para mostrar que os transexuais podem conquistar espaços legais. “É muito importante que nós tenhamos chances… quando a pessoa está presente, a gente vê que ela existe. Estamos conquistando um espaço legal, mas não podemos nos acomodar, senão perderemos o pouco que alcançamos. Hoje, há diversas mulheres trans buscando espaço, mas a gente precisa de mais e mais. Porque eu posso ter sido a primeira a ocupar esse espaço de ‘Malhação’, mas não quero ser a única”, completa. Com informações O Globo.

PUBLICIDADE

Últimas notícias

Brasil/Mundo13 horas atrás

Motivação de estudantes aumentou com retorno das aulas presenciais, diz pesquisa

Na opinião de pais, 87% dos filhos que frequentam as aulas presenciais se sentem mais animados

Brasil/Mundo1 dia atrás

Governo de Rondônia proíbe ‘linguagem neutra’ nas escolas

Os professores e instituições poderão ser punidos se não obedecerem

Brasil/Mundo2 dias atrás

Moraes determina prisão preventiva e extradição de Allan dos Santos

Blogueiro bolsonarista é alvo do inquérito que apura a divulgação de notícias falsas

Brasil/Mundo2 dias atrás

Covid-19: 20 milhões de brasileiros estão com a segunda dose da vacina atrasada

Índice de pessoas completamente vacinadas contra a doença já teria passado dos 80% do público-alvo, caso não houvesse atraso na...

Brasil/Mundo2 dias atrás

Governo Federal anuncia o Auxílio Brasil de R$ 400 até o final de 2022

O número de beneficiários será ampliado em relação ao Bolsa Família e deve chegar a 16,9 milhões de famílias

Brasil/Mundo3 dias atrás

Inscrições para cursos gratuitos do Google encerram nessa sexta (22/10)

As capacitações são na área de tecnologia e começam nesse ano

Brasil/Mundo4 dias atrás

Censura: Instagram retira ‘recurso de links’ de perfis conservadores

Internautas falam de perseguição política e tentativa de censura

Brasil/Mundo4 dias atrás

Lego anuncia brinquedos sem gênero para influenciar crianças “contra o preconceito”

Para a marca, acabar com o “estereótipos nocivos” vai ajudar as crianças a não serem preconceituosas

Publicidade