Conecte-se conosco
[the_ad id="107359"]

Brasil/Mundo

Conservadores articulam mobilização em favor da democracia neste domingo (11)

O movimento deve acontecer simultaneamente em todas as capitais no dia 11 de abril e também no Tocantins.

Publicado

em

Os sucessivos lockdowns que restringem as liberdades fundamentais e alimentam a corrupção durante a pandemia se tornaram o combustível para eclodir um novo movimento no país. Agora com um novo nome – MARCHA DA FAMÍLIA CRISTÃ PELA LIBERDADE – a sociedade civil, encabeçada por movimentos religiosos, católicos e evangélicos, está se mobilizando para uma grande manifestação nacional agendada para o dia 11 de abril.

A história do país registra uma série de manifestações organizadas espontaneamente por setores da igreja católica e por entidades femininas, que acabou com os planos do regime comunista que tentava se implantar no Brasil.

A releitura da nova marcha prevê o mesmo apelo Cristão, em contraponto a princípios de restrições de liberdades individuais e religiosas. A interferência e controle das missas, cultos, incluindo o fechamento de templos religiosos em algumas cidades, tem sido alvo de muita indignação junto às famílias cristãs no país. Além disto, muitos pequenos comerciantes têm sido humilhados por alguns agentes de segurança, tendo feridos os seus direitos mais fundamentais.

Estes fechamentos indiscriminados do comércio e serviços essenciais têm provocado o crescimento exacerbado da pobreza e destruído muitas famílias brasileiras. No último dia 19 de Março, lideranças do meio cristão, católicos e evangélicos, juntamente com diversos movimentos e organizações sociais de todas as regiões do Brasil, lançaram o card digital com o layout da

MARCHA DA FAMÍLIA CRISTÃ PELA LIBERDADE

O movimento aprovado em uma conferência virtual realizada com dezenas de lideranças de todo o país, deve acontecer simultaneamente em todas as capitais no dia 11 de abril. Segundo os organizadores, a mobilização vai obedecer ao protocolo sanitário do Ministério da Saúde, com o uso de máscara e mantendo o distanciamento.

A marcha vai acontecer no formato de carreata, seguindo um percurso determinado pela coordenação regional.

A IDENTIDADE DO MOVIMENTO

A pauta da Marcha é conservadora, ligada a valores cristãos, a pátria, alinhados a família e a liberdade.

Os organizadores garantem que não haverá espaço para setores radicais intervencionistas nem mesmo viés político-partidário no movimento.

O movimento promete ser a insurgência popular contra os atos radicais de governadores e prefeitos.

 

instagram: @marchadafamilia / e-mail: [email protected]

PUBLICIDADE