Conecte-se conosco

Tocantins

HGP tem falhas no recolhimento de lixo e na limpeza; MPTO realizou vistoria

Publicado

em

Da redação

Vistoria também constatou corredores lotados. Foto: Ronaldo Mitt

Em vistoria realizada na manhã desta quinta-feira, 07, no Hospital Geral de Palmas (HGP), maior hospital público do estado, o Ministério Público do Tocantins (MPTO) encontrou corredores sujos, lixeiras com acúmulo de resíduos, além de banheiros sem limpeza adequada nos apartamentos e enfermaria.

O promotor de Justiça Thiago Ribeiro, que conduziu a vistoria, também colheu depoimentos acerca da falta de profissionais em diversas áreas. Especificamente no setor de higienização e limpeza geral, a informação repassada foi de que há um deficit de 104 trabalhadores para atender à demanda atual. “Estivemos aqui há um mês e a situação piorou bastante. Verificamos dezenas de pacientes acomodados em macas espalhadas pelo corredor central e lixo espalhado pelo chão em diversas áreas do HGP”, comentou o promotor de Justiça.

+ Pastor destaca valor das ações voluntárias aos pacientes do HGP: “amar a Deus e amar pessoas”

Outro ponto destacado durante a fiscalização foi a falta de segurança no hospital. Servidores da Unidade relataram que são constrangidos por pessoas que transitam livremente pelos corredores, principalmente no período noturno. Uma funcionária teve sua motocicleta furtada dentro do estacionamento do HGP. “Há uma sensação de insegurança quando temos que subir as escadas no turno da madrugada”.

Na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) foi constatada a falta de medicamentos como Amplicitil, Diamox, fraldas, antibióticos, além da necessidade de mais um médico para suprir a demanda de atendimentos. Há, também, necessidade de aquisição de stents e balões específicos para realização de procedimentos cirúrgicos no setor de cardiologia. Cadeira de rodas e macas em estado precário também foram encontradas no corredor do hospital.

O promotor de Justiça também ouviu de uma servidora relatos quanto à sobrecarga de trabalho. Segundo informado, a profissional é responsável por cuidar diariamente de 13 pacientes e que outras colegas também estão com a mesma dificuldade.


Por fim, o representante do Ministério Público do Tocantins encontrou falhas no cumprimento da escala médica no horário da vistoria. Diante das informações coletadas, o promotor de Justiça instaurará procedimento para averiguar as irregularidades e cobrar providências.

Publicidade

Últimas notícias

Brasil/Mundo6 horas atrás

5 perguntas respondidas sobre a terceira dose das vacinas de Covid-19

A terceira dose já começou a ser aplicada no Brasil, idosos são os primeiros a receberem o reforço vacinal

Brasil/Mundo20 horas atrás

Workshop sobre meio ambiente e astronomia recebe inscrições até 22/09

GLOBE Brasil 2021 é realizado pela Agência Espacial Brasileira (AEB); confira como participar

Brasil/Mundo22 horas atrás

Ministério Zoe retorna aos lançamentos com a canção “Se dê mais uma chance”

A faixa chega nas plataformas nesta quarta-feira (22) em todas as plataformas digitais

Brasil/Mundo1 dia atrás

Caixa Econômica anuncia redução de juros para Crédito Imobiliário Poupança Caixa

Banco alcançou a marca de R$ 300 bilhões contratados na atual gestão e segue como o maior financiador da casa...

Brasil/Mundo1 dia atrás

“Big Mouth”: Grupo pró-família denuncia desenho da Netflix por abuso sexual infantil

Grupo pede que autoridades investiguem se o programa viola as leis contra pornografia infantil

Brasil/Mundo1 dia atrás

MG terá investimento de R$ 5,2 bilhões em projetos de energia solar e híbrida

Companhia alemã investirá o valor na construção de três usinas de energia limpa, sendo duas solares e uma de fonte...

Brasil/Mundo4 dias atrás

Hábitos que surgiram na pandemia e podem gerar sofrimentos psíquicos como ansiedade e depressão

Psicóloga e professora da UniAvan dá dicas para identificar quando um hábito se torna uma síndrome, como tratar e como...

Brasil/Mundo5 dias atrás

Instituto faz campanha para promover reconstrução facial gratuita para quem sofre com o rosto desfigurado

A parceria entre o Instituto Mais Identidade e a UNIP visa devolver a autoestima e a esperança dos pacientes

Brasil/Mundo5 dias atrás

Ministério da Saúde suspende vacinação contra Covid-19 em adolescentes sem comorbidades

Jovens de 12 a 17 anos que tomaram a primeira dose NÃO devem tomar a segunda dose

Brasil/Mundo5 dias atrás

Governo Federal propõe programa habitacional mais barato e mudanças no Casa Verde Amarela

Os usuários contemplados poderão ter descontos acima de R$ 30 mil no valor final do imóvel