Conecte-se conosco
[the_ad id="107359"]

Brasil/Mundo

Igreja encerra conta no Santander após exposição polêmica

Publicado

em

Da Redação JM Notícia

A Igreja Batista do Bacacheri, em Curitiba (PR), resolveu cancelar a conta que mantinha com o Banco Santander após a polêmica envolvendo a instituição que apoiou a mostra “Queermuseu”.

As obras expostas foram criticadas nas redes sociais por fazerem apologia à pedofilia, zoofilia e ainda zombar da fé cristã. Não apenas representantes dessa religião, mas muitos outros brasileiros se revoltaram com a mostra e fizeram protesto contra o banco.

Ao anunciar a decisão, a Igreja Batista escreveu em suas redes sociais: “Comunicamos aos membros e participantes da Igreja Batista do Bacacheri que, devido aos últimos acontecimentos vinculados ao Banco Santander, decidimos encerrar a nossa conta na instituição”.

Para os membros que entregavam o dízimo ou ofertas por depósito ou transferência, a igreja informou que mantém contas em outras instituições financeiras.

https://www.facebook.com/ibbcuritiba/photos/pb.122591211155655.-2207520000.1505438230./1484129985001764/?type=3&theater

Entenda a polêmica

Na última semana uma onda de críticas fez o espaço Santander Cultural de Porto Alegre (RS) cancelar a mostra “Queermuseu” que estava em exposição há quase um mês. Inúmeras escolas da região levaram seus alunos para apreciar as obras, mas muitas pessoas se escandalizaram com o que viram.

Um grupo de influenciadores digitais entraram na mostra e filmaram as pinturas e esculturas que faziam apologia à zoofilia, pedofilia e ainda as que vilipendiavam objetos sagrados para os cristãos como uma série de hóstias com partes do corpo humano escritas no linguajar popular.

A cena mais criticada, era um quadro que mostrava sexo grupal, sexo gay e sexo com animal. A segunda obra mais criticada era uma imagem de Jesus crucificado com vários braços segurando diferentes objetos, incluindo um plug anal.

A obra também chamou atenção e causou revoltar por ter usado o investimento de R$ 800 mil reais captados pela Lei Rouanet, que oferece descontos fiscais para empresas doadoras.

Com a polêmica, o Santander Cultural se comprometeu em devolver o dinheiro e chegou a emitir uma nota declarando que, de fato, algumas obras poderiam ferir os espectadores. Contudo, o Banco Santander enviou um comunicado interno declarando que o cancelamento da exposição era censura promovida por “intolerantes e deturpadores da informação”.

PUBLICIDADE

Últimas notícias

Brasil/Mundo11 horas atrás

Motivação de estudantes aumentou com retorno das aulas presenciais, diz pesquisa

Na opinião de pais, 87% dos filhos que frequentam as aulas presenciais se sentem mais animados

Brasil/Mundo1 dia atrás

Governo de Rondônia proíbe ‘linguagem neutra’ nas escolas

Os professores e instituições poderão ser punidos se não obedecerem

Brasil/Mundo1 dia atrás

Moraes determina prisão preventiva e extradição de Allan dos Santos

Blogueiro bolsonarista é alvo do inquérito que apura a divulgação de notícias falsas

Brasil/Mundo2 dias atrás

Covid-19: 20 milhões de brasileiros estão com a segunda dose da vacina atrasada

Índice de pessoas completamente vacinadas contra a doença já teria passado dos 80% do público-alvo, caso não houvesse atraso na...

Brasil/Mundo2 dias atrás

Governo Federal anuncia o Auxílio Brasil de R$ 400 até o final de 2022

O número de beneficiários será ampliado em relação ao Bolsa Família e deve chegar a 16,9 milhões de famílias

Brasil/Mundo3 dias atrás

Inscrições para cursos gratuitos do Google encerram nessa sexta (22/10)

As capacitações são na área de tecnologia e começam nesse ano

Brasil/Mundo4 dias atrás

Censura: Instagram retira ‘recurso de links’ de perfis conservadores

Internautas falam de perseguição política e tentativa de censura

Brasil/Mundo4 dias atrás

Lego anuncia brinquedos sem gênero para influenciar crianças “contra o preconceito”

Para a marca, acabar com o “estereótipos nocivos” vai ajudar as crianças a não serem preconceituosas

Publicidade