Conecte-se conosco

Brasil/Mundo

Justiça do Rio anula norma que proíbe ensino de ideologia de gênero em município

Publicado

em

Desembargador afirmou que a proibição de escolas abordarem o assunto impede que alunos sejam educados sobre a diversidade de orientações de gênero e de orientação sexual

Município não pode proibir disciplina escolar que é ministrada em todo o país. E a proibição do ensino de questões de gênero viola os princípios da igualdade e da dignidade da pessoa humana. Com esse entendimento, o Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, por unanimidade, declarou em 20 de julho a inconstitucionalidade dos incisos I e II do artigo 164 da Lei Orgânica municipal de Barra Mansa, incluídos pela Emenda à Lei Orgânica 22/2018.

Os dispositivos proíbem a inclusão na grade curricular das escolas públicas e privadas da disciplina denominada ideologia de gênero”. Além disso, veda qualquer matéria “que tente orientar a sexualidade dos alunos ou que tente extinguir o gênero masculino ou feminino como gênero humano”.

+ Bancada Cristã consegue barrar Ideologia de Gênero na AL de Pernambuco

O Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação moveu representação de inconstitucionalidade contra os dispositivos. A entidade argumentou que o município de Barra Mansa não tem competência para legislar sobre a matéria e sustentou que os incisos violam os princípios constitucionais da igualdade e dignidade da pessoa humana. O prefeito da cidade defendeu a norma.

O relator do caso, desembargador Antônio Carlos Nascimento Amado, apontou que a Constituição Federal e a Constituição fluminense permitem que município legisle sobre educação quando se tratar de tema local. Porém, questões de gênero não se restringem ao âmbito de Barra Mansa, destacou o magistrado.

“Ao revés, compreende tema da atualidade que ultrapassa, inclusive, as fronteiras do próprio Estado, sendo objeto de análises e discussões, além das fronteiras nacionais, compreendendo, por isso, mais do que uma simples disciplina escolar, tema que deve ser incluído nas diretrizes do ensino no país, tal como, nas suas devidas proporções, como destacou o parquet, o ensino sobre alimentação vegetariana. Por isso, não poderia ser objeto de normatização municipal, tendo o ente estatal transbordado de sua competência legislativa, já que regulou em lei orgânica do município tema relativo às diretrizes da educação”, avaliou.

Além disso, Amado afirmou que a proibição de escolas abordarem o assunto impede que alunos sejam educados sobre a diversidade de orientações de gênero e de orientação sexual — um fato da vida, com o qual terão que lidar em algum momento. Assim, a lei municipal desrespeita os princípios da igualdade e da dignidade da pessoa humana.

Com Conjur

AGROTINS 2021

Últimas notícias

Brasil/Mundo2 dias atrás

Vídeo: Pastor Wellington Júnior recebe forte profecia de que irá enfrentar muitos levantes

"Agora esse é o momento meu filho, em que tu às de assumir muitas responsabilidade na minha obra", disse a...

Brasil/Mundo2 dias atrás

Liminar ordena a suspensão da Lei do Aborto na Argentina por inconstitucionalidade

Ação movida por um cidadão resultado na liminar assinada na cidade de Mar del Plata

Brasil/Mundo3 dias atrás

Câmara aprova urgência para projeto que institui federações de partidos políticos

Pelo projeto, após registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), atuem como se fosse uma agremiação única

Brasil/Mundo3 dias atrás

Taxa de empreendedorismo no Brasil cai mais de 18% durante a pandemia

De acordo com o relatório da GEM 2020, o número de empreendedores iniciais motivados por necessidade saltou de 37,5% para...

Brasil/Mundo3 dias atrás

Dória ameaça multar Bolsonaro se ele não usar máscara em evento em SP

O presidente deve se encontrar com 100 mil motociclistas na capital paulista

Brasil/Mundo4 dias atrás

Servidor do TCU que forjou relatório questionando mortes por Covid-19 é afastado do cargo

Relatório foi divulgado pelo presidente que precisou se desculpar pelo erro

Brasil/Mundo4 dias atrás

“Tem uma espécie de cristianismo do mal no Brasil”, diz ministro Barroso

Ministro é contra o voto impresso e falou sobre as críticas que recebe nas redes sociais

Brasil/Mundo5 dias atrás

STF decide na quinta-feira se Brasil terá Copa América

Enquanto há ações movidas contra a Copa América, jogos Pan-Americano de Ginástica Artística aconteceram sem alarde

Brasil/Mundo5 dias atrás

Educação e cultura digital são temas de debates virtuais promovidos pela FGV

Participação é gratuita; programação vai até amanhã (9)

Brasil/Mundo5 dias atrás

Relatório do UNICEF sugere que pornografia “nem sempre” é prejudicial para crianças

Documento diz que 39% das crianças espanholas ficaram felizes ao terem contato com conteúdo pornográfico