Conecte-se conosco

Brasil/Mundo

Ministro Fux condena citação bíblica no plenário do STF

o advogado-Geral da União, ministro André Mendonça, se manifestou contra o fechamento de igrejas e templos durante a pandemia e chegou a afirmar que os cristãos estão dispostos a morrer pela religião, em referência ao risco de contágio ao participar de aglomerações em templos religiosos.

Ricardo Costa

Publicado

em

Por Alexandre Garcia

O julgamento no STF sobre a realização ou não de missas e cultos de forma presencial durante a pandemia de Covid-19 foi interrompido nesta quarta-feira (7). Lembrando que o inciso VI do art 5º, que é uma cláusula pétrea, garante a livre manifestação de crença e culto religioso.

O ministro Gilmar Mendes, obviamente, votou contra a abertura desses locais. Já o advogado-Geral da União, ministro André Mendonça, se manifestou contra o fechamento de igrejas e templos durante a pandemia e chegou a afirmar que os cristãos estão dispostos a morrer pela religião, em referência ao risco de contágio ao participar de aglomerações em templos religiosos.

Durante o julgamento, o advogado Luiz Gustavo Pereira da Cunha fazia sua sustentação oral no julgamento do PTB citou uma passagem bíblica do Novo Testamento para sustentar o seu argumento: Lucas 23, versículo 34, quando Jesus Cristo pregado na cruz  afirma “pai, perdoa-lhes, pois eles não sabem o que fazem”. O PTB acompanha a ação na condição de “amigo da Corte”.

Para quem não se deu conta, existe um crucifixo fixado na parede principal do plenário do Supremo. Ele fica sobre a cabeça do presidente da Corte, que hoje é Luiz Fux. Aliás, o mesmo ministro que terminou o discurso quando tomou posse na presidência do STF falando em hebraico “Deus seja louvado”.

Embora Fux seja judeu, ele se manifestou contra a citação da bíblia pelo advogado para sustentar um argumento jurídico. Ele disse repugnar a citação pois a fala de Jesus é referente aos “que se omitem diante dos males” e não é isso que o Supremo está fazendo. Pelo jeito, Fux não entende só do Velho Testamento, mas também do Novo.

Segundo Fux, “Nossa missão como juízes constitucionais, além de guardar a constituição, é lutar pela vida e pela esperança. Eu repugno essa invocação graciosa da lição de Jesus”, declarou o presidente do STF.

A votação será retomada nesta quinta-feira (8). Há uma expectativa muito grande em torno do assunto porque parece que os ministros do STF estão divididos nessa questão. O julgamento envolve religião e quando isso acontece a coisa fica séria.

Porque o direito a ter crença é um direito fundamental previsto na Constituição e só é permitido modificar isso durante o estado de sítio, ou estado de defesa, que é pedido pelo presidente da República e aprovado pelo Congresso e não por meros decretos municipais e estaduais.

Com informações https://www.gazetadopovo.com.br

Publicidade

Últimas notícias

Brasil/Mundo3 horas atrás

Prefeitura de Sobral (CE) muda faixas de pedestre nas cores da bandeira LGBT

O secretário do Trânsito e Transporte, Kaio Dutra, destacou que o projeto, além de tornar a cidade mais bonita, também...

Brasil/Mundo4 horas atrás

Em discurso na Cúpula do Clima, Bolsonaro garante reduzir emissões de carbono em 40% até 2030

Bolsonaro participou por videoconferência, do Palácio do Planalto, e foi o 20º líder a discursar.

Brasil/Mundo6 horas atrás

Bolsonaro discursa na Cúpula do Clima juntamente com outros líderes mundiais

Bolsonaro faz parte de um grupo de 40 chefes de Estado e de governo, além de outras autoridades

Brasil/Mundo7 horas atrás

ABME lança Curso de Jornalismo Empresarial em plataforma EAD

Com mais de 300 alunos formados em suas edições presenciais, o Curso de Jornalismo Empresarial da ABME é uma excelente...

Brasil/Mundo8 horas atrás

Com câncer, prefeito de São Paulo piora e tem acúmulo de líquido no pulmão e abdômen

Foram descobertos novos focos de metástase em Bruno Covas, na região cárdia, no fígado e ossos

Brasil/Mundo9 horas atrás

Alexandre de Moraes anula decisão da Lava Jato RJ contra Michel Temer e Moreira Franco

Decisão segue o mesmo entendimento que fez as condenações do ex-presidente Lula serem anuladas

Brasil/Mundo1 dia atrás

Movimento Acorda Senado luta pela CPI da Covid e contra as decisões monocráticas do STF

Grupo pede um presidente isento para investigar a gestão da pandemia no país e faz outras reivindicações

Brasil/Mundo1 dia atrás

5 cuidados com a higiene bucal que a pandemia trouxe

Cuidando da saúde e fazendo isolamento social, usando máscara e álcool em gel é possível reduzir riscos de contágio

Brasil/Mundo1 dia atrás

Bolsonaro veta projeto que poderia prolongar o tempo de espera para adoção de crianças

Projeto dificultaria a adoção de crianças por prolongar as tentativas de reintegra-las em suas próprias famílias

Brasil/Mundo1 dia atrás

Mandetta pode ser o primeiro a ser ouvido na CPI da Covid-19

Aziz pretende convocar também todos os outros ministros que passaram pela Pasta

Publicidade