Conecte-se conosco

Mundo Cristão

Muçulmano se converte ao ler a Bíblia pela primeira vez: “Hoje eu adoro a Cristo”

Publicado

em

Ao ler a Bíblia, as palavras de Jesus não saíram da cabeça de Adam. (Foto: iStock)

Ao ler a Bíblia, as palavras de Jesus não saíram da cabeça de Adam. (Foto: iStock)

Adam era um muçulmano devoto, que odiava cristãos. No entanto, ao ler a Bíblia pela primeira vez em sua vida, seu sentimento de ódio se transformou em amor e despertou nele uma nova fé, conforme relata a organização Portas Abertas.

Elias, primo de Adam, foi o primeiro a se converter ao cristianismo em uma região islâmica da África, onde vivem. Porém, sua nova fé gerou conflitos em sua família muçulmana, que o rejeitou.

Adam era um dos membros da família que estava inconformado com a conversão de Elias. “Um dia, quando eu vi Elias na cidade carregando sua Bíblia, eu o confrontei. Ele me mostrou o versículo de João 14:6, onde Jesus diz: ‘Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, a não ser por mim’”, Adam lembra.

“Eu me senti tão ofendido! Eu joguei a Bíblia no chão e pisei nela. Eu até tentou agredir Elias”, acrescentou.

Pouco depois do encontro, Adam se encontrou com um amigo que passou a ser um muçulmano devoto. “Ele me repreendeu, dizendo: este livro que você pisoteou é realmente verdadeiro”, recorda.

As palavras de Jesus não saíram de sua cabeça. Adam, então, procurou um evangelista que vivia na região, que o ensinou a respeito de Cristo, da Bíblia e do Alcorão. Diante dos novos ensinamentos, a fé cristã foi despertada no coração do jovem.

“Depois, eu fui até Elias e pedi desculpas pelo que fiz”, disse Adam. “Felizmente, ele me perdoou. Hoje, nós adoramos a Cristo juntos e amamos uns aos outros mais do que antes”.

Adam e Elias foram expulsos de casa pela família — ou então seriam mortos. Hoje, os primos encontraram abrigo em uma comunidade de cristãos que passaram por experiências semelhantes e hoje vivem sob os cuidados da Portas Abertas.

Cenário da perseguição

De acordo com a organização, a perseguição aos cristãos está crescendo em todo o mundo. Mais de 7 mil cristãos foram mortos por sua fé entre 1 de novembro de 2014 e 31 de outubro de 2015.

Outro levantamento feito pelo grupo registrou que mais de 3 mil cristãos foram mortos por motivos relacionados à fé em 2016. Além disso, mais de 2.400 igrejas foram atacadas, danificadas ou destruídas durante este período.

Guiame

AGROTINS 2021

Últimas notícias

Brasil/Mundo5 horas atrás

Programa abre inscrições para capacitar mulheres negras para o mercado de trabalho

Finalistas poderão ser contratadas para estágios na Avon

Brasil/Mundo10 horas atrás

Lula enaltece Renan Calheiros e defende senador na CPI da Pandemia: “Não existe político perfeito”

Mais que amigos: O senador pode ser vice de Lula nas eleições presidenciais de 2022, segundo colunistas políticos de Alagoas

Brasil/Mundo1 dia atrás

Estão abertas as inscrições para a 24ª edição do Prêmio Educador Nota 10

Neste ano, serão escolhidos 10 docentes como ganhadores

Brasil/Mundo1 dia atrás

Hungria apresenta lei que proíbe a promoção da homossexualidade para menores de 18 anos

O país tem adotado ações para proteger os valores tradicionais e a herança da nação de maioria cristã do ativismo...

Brasil/Mundo2 dias atrás

Bolsonaro diz que vai vetar ‘passaporte sanitário’ para vacinados contra a Covid

Texto foi aprovado no Senado e seguirá para a Câmara dos Deputados

Brasil/Mundo4 dias atrás

Levantadora de pesos diz que a presença de atletas trans tornará o jogo olímpico “injusto”

Laurel Hubbard já competia nos campeonatos masculinos até que em 2013 se tornou mulher trans

Brasil/Mundo4 dias atrás

PM de Alagoas exonera subcomandante que defende Bolsonaro e ataca opositores nas redes sociais

Um dia após a exoneração, o militar publicou uma foto no Facebook e escreveu: "Entre o louco e o corrupto,...

Brasil/Mundo4 dias atrás

Benjamin Netanyahu deixa o cargo de primeiro-ministro de Israel

Novo premiê foi eleito pelo parlamento israelense após acordos políticos

Brasil/Mundo4 dias atrás

Biden hasteia a bandeira LGBT na embaixada dos EUA no Vaticano e é criticado

Entre os críticos está o pastor Franklin Graham que entendeu a decisão como um desrespeito ao simbolismo religioso do Vaticano

Brasil/Mundo4 dias atrás

Mandato de Benjamin Netanyahu chega ao fim em Israel

É a primeira vez que o partido árabe Ra’am fará parte oficialmente do governo, que terá apoio de uma coalização...