Conecte-se conosco

Brasil/Mundo

Mudanças no perfil do eleitorado podem afetar resultado das eleições, diz cientista político

Publicado

em

Da Redação JM Notícia

Cabine de votação (Foto: Divulgação)

O perfil do eleitorado brasileiro mudou desde 2002 e esse fato pode mudar o resultado das eleições. Ao longo desses 16 anos, os eleitores têm maior escolaridade, estão mais velhos e moram em cidades grandes, com mais de 100 mil habitantes.

Para o cientista político David Fleischer, professor emérito da Universidade de Brasília, o nível de escolaridade maior, tanto universitário quanto no ensino médio, pode influenciar o número de votantes.

“A maior porcentagem do eleitorado diz que não vai votar, por considerar todo mundo corrupto. Então pode ser que esse nível de escolaridade tem alguma coisa a ver com essa onda de opinião”, disse. “Supostamente, os que têm mais escolaridade vão ter mais cuidado em examinar os candidatos e decidir qual candidato que vai votar”, acrescentou o professor.

A idade dos eleitores também mudou, e há mais pessoas acima de 60 anos – são 18,5 % – contra 15,6% dos eleitores que têm entre 16 e 24 anos. Isso pode mudar o perfil ideológico dos eleitores, na opinião de David Fleischer.

“Nossa demografia mostra que a expectativa de vida agora está em torno de 75 anos, em 2002 deve ter sido talvez 67 ou 68 anos, então essa faixa acima de 60 anos, as pesquisas de opinião mostram que é mais conservadora.”

O aumento do eleitorado feminino, que passou de 51% para 52,5%, é outro fator que pode influenciar as eleições, segundo o cientista político.

Ficha limpa
David Fleischer também acredita que, além das mudanças no perfil do eleitorado, as recentes investigações sobre corrupção também podem alterar os resultados das eleições neste ano.

“Neste ano nós temos todo o impacto da Lava Jato e todas as outras investigações, e a imprensa tem divulgado bastante quem é acusado no Supremo para a reeleição, tanto deputados como senadores. Então, talvez o eleitor vai ser um pouco mais atento em quais são os candidatos à reeleição que são ficha limpa e ficha suja”, destacou o cientista. Com informações Agência de Notícias da Câmara.

Publicidade

Últimas notícias

Brasil/Mundo7 horas atrás

Governo anuncia empréstimo de até R$ 1 mil pelo aplicativo Caixa Tem

O aplicativo da Caixa é usado para pagar o Auxílio Emergencial

Brasil/Mundo8 horas atrás

Amor e inclusão: menina de oito anos grava aulas para ensinar Libras ao avô

Ao ver a dificuldade do avô Lourival, 79, Maria Eduarda deu uma verdadeira aula de empatia e generosidade

Brasil/Mundo1 dia atrás

Tempestade de areia assusta moradores do interior de São Paulo

A tempestade de poeira chegou a municípios também de Minas Gerais próximos do estado paulista.

Brasil/Mundo1 dia atrás

Reações da vacina contra a Covid-19 faz tenista francês desistir da temporada: “Me arrependi de ter tomado”

Aos 34 anos, ficar afastado dos treinos e jogos pode fazer com que ele se aposente mais cedo do que...

Brasil/Mundo1 dia atrás

Bolsonaro e Michelle testam negativo para Covid-19

O presidente não está vacinado e a primeira-dama se vacinou durante viagem aos EUA

Brasil/Mundo1 dia atrás

Jotta A volta a chocar seguidores ao postar foto seminu

O cantor deixou o mercado gospel e tem recebido muitas críticas na sua primeira música secular

Brasil/Mundo1 dia atrás

Entidades de Direito Religioso comentam decisão de Barroso que impede a entrada de missionários em tribos indígenas isoladas

Na semana passada, o ministro Barroso aceitou parcialmente ao pedido feito pelo PT contra os missionários em tribos indígenas

Bastidores4 dias atrás

Frente Evangélica emite nota de repúdio à decisão de Barroso sobre missionários em terra indígenas

Nota critica a decisão e chama ação de "ideologia anticristã"

Brasil/Mundo4 dias atrás

Comissão especial conclui votação da reforma administrativa

Proposta seguirá para análise no Plenário da Câmara; para ser aprovada, são necessários dois turnos de votação

Brasil/Mundo4 dias atrás

Espanha: Partido Socialista quer prender grupos pró-vida que atuam na porta de clínicas de aborto

Clínicas abortistas pressionam o governo espanhol para tonar as ações pró-vida “um crime de obstrução ao direito ao aborto”