Tocantins

ABLAÇÃO DE TIREOIDE: Hospital Dom Orione realiza procedimento inédito no Tocantins

Técnica minimamente invasiva trata nódulos da tireoide sem a necessidade de cirurgia

Mais uma vez inovando em segurança e tecnologia, o Hospital Dom Orione, em Araguaína, realizou a primeira ablação por radiofrequência de nódulo da tireoide do Tocantins. Dois pacientes foram submetidos ao procedimento, realizados com sucesso nesta sexta-feira, 15, em parceria com o Instituto Harmonia.

 

A nova técnica permite tratar nódulos benignos na tireoide sem os riscos de uma cirurgia. Responsável pelo procedimento, o cirurgião de cabeça e pescoço, Dr. Elder Feltrim comemora o bom êxito da ablação. “É um procedimento relativamente novo no Brasil, extremamente eficiente, com baixo risco”, comemorou.

 

Dr. Elder explica que existem duas formas de tratar nódulos da tireoide. Uma delas é com a cirurgia, na qual é necessária anestesia geral, internação e tem um risco maior para o paciente. “Agora temos uma nova tecnologia para nódulos benignos, por meio da ablação, onde o nódulo é destruído com um equipamento chamado radiofrequência”, explicou.

 

Além do paciente não precisar de internação após o procedimento, o cirurgião destaca outros benefícios. “Um dos desconfortos para quem faz cirurgia da tireoide é ter que usar o hormônio depois para o resto da vida. Quando você faz a ablação, você destruindo apenas o nódulo, não há necessidade de fazer reposição hormonal”, destacou.

 

O Hospital Dom Orione é uma das maiores instituições de saúde da Região Norte do Brasil e um dos principais centros de referência de alta complexidade do Tocantins. Para o diretor técnico da instituição, Dr. Arnaldo Alves Nunes, avançar em segurança e tecnologia é fundamental para proporcionar um tratamento cada vez mais eficaz ao paciente. “Estamos sempre acompanhando aquilo que há de mais moderno na área da saúde. Novas tecnologias surgem e temos primado para oferecer um serviço que atenda a essas inovações”, frisou.