Adolescente cristã resiste a tudo por amor a Jesus

Cristã ex-muçulmana experimenta a perseguição dentro da própria família no Quirguistão
Destaque

A vida de uma cristã ex-muçulmana não é fácil e, muitas vezes, se torna insuportável viver debaixo do mesmo teto que a família. A perseguição por causa da nova fé virão de dentro da própria casa. Galia* é uma ex-muçulmana de 17 anos que vive o dilema de seguir a Jesus no Quirguistão. Há dois anos, ela teve um encontro com Cristo enquanto morava com o irmão mais velho e a cunhada. Apesar da pressão que enfrentou, a adolescente não negou a fé em Jesus e continuou a frequentar uma igreja.

+ Muçulmanos chineses são forçados a comer carne de porco durante o Ramadã

Como consequência da persistência dela, o irmão a espancou. Mas mesmo com hematomas, ela não parou de se reunir com irmãos na fé. Logo, Galia conseguiu mudar de cidade, encontrou um emprego e alugou um apartamento. Porém, a perseguição continuou assim que souberam da fé dela. Os donos do café onde ela trabalhava impediam que a jovem fosse à igreja aos domingos. Mas ela insistia que tinha direito de tirar horas de folga e, assim, conseguia se reunir com outros irmãos e irmãs em Cristo.

Mas com a chegada da COVID-19 no Quirguistão, os comércios precisaram suspender o funcionamento e Galia precisou voltar para a antiga casa. A Portas Abertas ainda não teve notícias da nova cristã, mas convida a igreja no Brasil a orar pelo fortalecimento dela neste momento de incertezas. Clame para que o Senhor encha a jovem de coragem para manter a fé em Jesus. Peça ao pai que envolva o coração dela com a certeza do amor de Deus e que ela confie plenamente na boa, agradável e perfeita vontade dele. Interceda para que o irmão e a cunhada de Galia vejam Jesus na vida dela e também se tornem seguidores de Cristo.

*Nome alterado por segurança.