Brasil

Bispo Edir Macedo pede ao STF para retomar processo contra Haddad

Bispo entrou com ação contra Haddad em 2018, depois de ter sido chamado de "charlatão" durante uma coletiva de imprensa

Os advogados do Bispo Edir Macedo, fundador e líder da Igreja Universal do Reino de Deus, entraram nesta quarta-feira (18) com uma reclamação no STF (Supremo Tribunal Federal) para a retomada do julgamento da ação contra o ex-prefeito de São Paulo e ex-candidato à presidência pelo PT Fernando Haddad. O candidato derrotado ofendeu Macedo durante uma entrevista na campanha de 2018.

O processo movido por Edir Macedo é por injúria e difamação e, duas semanas atrás, foi paralisado por decisão monocrática de Sebastião Reis Júnior, do STJ. A defesa de Macedo, por meio de recurso, busca derrubar esta decisão e dar continuidade à ação. Os autos da reclamação foram distribuídos ao ministro do STF, Edson Fachin.

Em 2018, Fernando Haddad chegou a ser condenado a pagar quase R$ 80 mil pela ofensa a Macedo. Além disso, a Justiça determinou que o político apagasse das redes sociais o vídeo em que ofende o bispo.

Com Universal R7 / Foto: Wilson Dias - Agência Brasil