Brasil

Com apoio da Bancada Evangélica, Damares propõe contra-revolução cultural no Brasil

Da redação JM

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, voltou a afirmar hoje (30) que o governo Bolsonaro busca "releitura sobre o que são direitos humanos", o que ela chama de "contra-revolução cultural".

"Estamos nos propondo deputado àquele nosso grande sonho de uma contra-revolução cultural no Brasil. Uma releitura de direitos humanos", disse ela ao deputado Silas Câmara (PRB/AM) , líder da Frente Parlamentar Evangélica durante um vídeo divulgado na página da Frente.

No dia 22 de julho, Damares já havia falado sobre o tema. Ela disse que governo federal tem apresentado à sociedade brasileira uma “releitura sobre o que são direitos humanos”, por dar voz a pessoas “invisíveis”. A ministra disse que o Poder Executivo tem abolido termos como “gênero” em documentos endereçados a organizações de defesa de direitos humanos – inclusive, de âmbito internacional – porque a legislação brasileira não os utiliza largamente

+ Evangélico no STF é natural, diz Damares Alves

+ ‘Crime organizado vende estupro de bebês no Brasil’, diz ministra Damares Alves

Damares destaca que no governo Bolsonaro o direito à vida, as crianças, os idosos e muitos outros temas que foram desamparados em outras gestões terão seus direitos defendidos.

Junto de Silas Câmara, Damares fez um pequeno balanço dos 200 dias de trabalho frente do Ministério e reconhece a atuação do presidente da Frente Parlamentar Evangélica do Congresso Nacional.

Apoio da Frente Evangélica

O deputado Silas ressaltou que a Bancada Evangélica tem sido "constante e firme na posição de defender não apenas uma irmã em Cristo, mas principalmente uma profissional competente, uma dedicada servidora pública."

+ Bancada evangélica teve participação efetiva nas mudanças da nova Política Nacional Sobre Drogas

+ Bolsonaro recebe bancada evangélica e agradece apoio à reforma da Previdência

Damares agradeceu o apoio dos deputados evangélicos que compõem a Frente e disse estar mais firme ainda no propósito de continuar no ministério até o final.

Assista: