Destaque

Educação de Palmas adia início das aulas na Capital; confira

Com a mudança, o retorno às atividades presenciais híbridas iniciará com o atendimento semanal de 50% dos alunos matriculados em cada unidade escolar, divididos em grupos

Em reunião com gestores educacionais na manhã desta terça-feira, 19, a secretária municipal da Educação, Cleizenir dos Santos, anunciou que o retorno das aulas na Rede Municipal de Ensino deve acontecer no dia 1° de março, e não mais em 1° de fevereiro, como previsto anteriormente.

A equipe gestora decidiu reformular alguns pontos do plano de ação para retomada das atividades escolares. A decisão ocorreu em razão do atual cenário epidemiológico da Covid-19 na Capital, com as taxas de novos casos e de ocupação hospitalar em alta desde o final de 2020.

Com a reformulação, o plano passa a prever que o retorno às atividades presenciais híbridas iniciará com o atendimento semanal de 50% dos alunos matriculados em cada unidade escolar, divididos em grupos, ao invés dos 25% diários previstos anteriormente. A retomada continua atrelada ao cenário epidemiológico e à aprovação dos órgãos de saúde.

O plano aponta o retorno híbrido como facultativo, cabendo aos pais ou responsáveis decidirem o modelo de retorno, mediante assinatura de documento na unidade educacional à qual o aluno pertence, dando ciência de todo processo educacional. Os pais ou responsáveis que optarem pelo modo híbrido receberão da escola a informação sobre qual grupo o aluno pertence e quais semanas ele deve comparecer à unidade escolar.

A intenção é assistir o aluno, independentemente do modelo escolhido, de modo que não tenha prejuízo quanto ao processo de ensino/aprendizagem. A plataforma Palmas Home School disponibilizará aulas remotas aos alunos que não puderem retornar ao sistema híbrido presencial, até que seja possível que todos os alunos possam ter aulas presenciais em segurança.