Eleição suplementar: Polícia Militar fará segurança nos 887 pontos de votação

Da Redação JM Notícia

A Polícia Militar informou que mais de 1,8 mil policiais farão a segurança da eleição suplementar que acontece neste domingo (3) em todo o estado do Tocantins.

Os policias estarão presentes em 887 pontos de votação, para isso, mais de 600 militares já estão em deslocamento desde esta quinta-feira (31), para as cidades do interior.

“Nós estamos buscando a participação do eleitor na data prevista e acreditamos que, com o trabalho da Polícia Militar, ele não terá nenhuma dificuldade em exercer seu direito constitucional”, disse o comandante-geral, coronel Jaizon Veras Barbosa em entrevista ao G1 Tocantins.

Um gabinete de segurança pública formado pela Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros Militar, Forças Armadas, Ministério Público, Justiça Eleitoral, através dos Tribunais e Juízes eleitorais e Guardas Municipais também estará de prontidão para a eleição.

Esses órgãos, dentro das suas competências, receberão as denúncias e buscarão soluções para qualquer tipo de irregularidade que vier a acontecer durante o dia de votações. Entre os crimes punidos temos: violação da legislação eleitoral, aliciamento de eleitores, perturbação da ordem pública, além de crimes comuns como furtos, pessoas sob efeito de entorpecentes, venda de bebidas alcoólicas durante a votação, entre outras.