Brasil

Em uma semana, três pastores da mesma família morrem por Covid-19

Três pessoas da mesma família morreram em decorrência da Covid-19, no período de uma semana, na cidade de Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte.

Dentre as vítimas estão um casal de pastores, que mantinha uma igreja com mais de 40 anos de fundação, e um ex-vereador da cidade – e também pastor. Outros nove parentes também foram contaminados pelo novo coronavírus.

+ Pastor e filho morrem de Covid num intervalo de 11 dias em Cuiabá

Segundo os familiares, o primeiro a apresentar sintomas da doença foi o pastor Alvaro Luiz Marques, de 51 anos. Ele e a companheira, Marluci Dias Marques, 52, moravam em um sítio com a família e o ex-vereador Juarez da Silva, 83, pai de Marluci. Juarez foi o fundador da igreja Congregação Cenáculo da Graça, localizada no bairro Citrolândia, em Betim. O espaço tem mais de 40 anos e, há cerca de 27 anos, era conduzido por Marluci e Alvaro.

O novo coronavírus se espalhou pela família e contaminou, ao todo, 12 pessoas – das quais o casal e o ex-vereador morreram. O primeiro da família a falecer em decorrência da doença foi Juarez, no dia 18 deste mês. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde de Betim, o idoso possuía comorbidades anteriores à Covid-19.

Já nessa quinta-feira (25), a secretaria confirmou as mortes de Alvaro e Marluci. O pastor faleceu no domingo (21), após ficar internado em um hospital particular da cidade. Ele não apresentava comorbidades. Dois dias depois, na última terça (23), a também pastora Marluci Dias teve a morte confirmada. Ela apresentava comorbidades e faleceu após ficar internada também em um hospital da rede particular.

(Com BHAZ)