Entidade judaica critica Ciro e o acusa de antissemitismo

Ciro Gomes durante entrevista para a EBC (06.abr.2016)
Brasil

A Confederação Israelita do Brasil (Conib) criticou neste domingo o ex-candidato à presidência Ciro Gomes (PDT),  que, em uma live vinculou a comunidade judaica ao financiamento da campanha eleitoral do presidente Jair Bolsonaro.

"Bolsonaro é católico e anda para cima e para baixo com a bandeira de Israel", disse Ciro, quando foi interrompido pelo youtuber PC Siqueira:

+ Covid-19: Ciro Gomes ameaça pastores e padres: ‘vão para a cadeia’

"Eu nunca vou entender por que ele anda com a bandeira de Israel"

Ciro, então, respondeu: "É para saber de onde vem o dinheiro do financiamento".

Em nota, a Conib afirmou que não é a primeira vez que Ciro dá declarações antissemitas. "É evidente que todos os candidatos devem ter recebido doações de pessoas de diferentes orientações religiosas. Ao particularizar a origem judaica de eventuais doadores, Ciro reforça seu viés antissemita, que já é alvo de inquérito pedido pela Conib e pela Sociedade Israelita do Ceará na Justiça", disse a entidade.

"A este processo, em curso, será adicionada mais essa evidência de seu lamentável pensamento. Esperamos, mais uma vez, sua retratação."

(Com CNN)