"Falso Profeta" etíope detido após não ter conseguido ressuscitar corpo

Um homem na Etiópia que se autointitulava profeta por pouco não foi linchado ainda antes de acabar detido.

Conta a BBC que Getayawkal Ayele, o tal suposto "profeta" estava a levar a cabo um ritual para tentar ressuscitar um homem.

Sentado sobre o corpo, enquanto gritava repetidamente "levanta-te" para o cadáver, o ritual de ressuscitação não surtiu efeito, o que desencadeou a ira entre os familiares do homem que tinha morrido, tendo ainda levado a que outros desmaiassem durante o suposto ritual.

Só a chegada de agentes da polícia local impediu que Getayawkal Ayele sofresse mais agressões às mãos dos familiares do morto.

Embora a polícia o tenha ajudado num primeiro momento, acabou de seguida por detê-lo, por profanação de cadáver.

Tudo aconteceu na pequena cidade etíope de Galilee, onde o dito "profeta" conseguiu convencer os familiares a exumarem o cadáver. Para os convencer, recorreu à história em que Jesus ressuscitou Lázaro, no Novo Testamento.