Destaque

Governo Carlesse cancela transferência da Capital para Miracema

Ações eram desenvolvidas tradicionalmente no dia 7 de dezembro

O governador do Estado do Tocantins, Mauro Carlesse, comunicou ao presidente da Assembleia Legislativa, Antonio Andrade, nesta sexta-feira, 4, que, em razão da pandemia da Covid-19, o Poder Executivo Estadual não promoverá ou integrará as ações solenes e festivas tradicionalmente ocorridas no dia 7 de dezembro de cada ano, quando, nos termos do disposto no artigo 161 da Constituição Estadual, Miracema do Tocantins é considerada Capital do Estado.

 

“Estamos passando por um momento de cautela e há um decreto estadual que proíbe a realização de eventos tanto na esfera pública quanto privada a fim de evitar a aglomeração de pessoas. Miracema é uma cidade muito importante para o Tocantins e merece ser sempre lembrada como nossa capital. Esperamos que no ano que vem, com a chegada da vacina, tenhamos a oportunidade de voltar a estar presente nesta tão importante solenidade”, afirmou o governador Mauro Carlesse.

 

Miracema serviu como sede do governo no início da criação do Tocantins, durante a construção de Palmas. A data marca o dia em que o município foi escolhido Capital pelo então presidente da República, José Sarney, em 1988, para ser a Capital provisória.