Influenza: Palmas inicia hoje (05) vacinação de alguns grupos da terceira fase de campanha

Crianças, gestantes, puérperas e pessoas com deficiência são próximos a serem imunizados

A Secretaria Municipal de Saúde (Semus) decidiu antecipar em Palmas a vacinação da terceira fase da campanha contra influenza para alguns públicos prioritários.

Assim, a partir desta terça-feira, 05, crianças entre seis meses e cinco anos de idade, gestantes (em qualquer idade gestacional),  puérperas (mães até 45 dias pós-parto) e pessoas com deficiência (com laudo médico especificando a deficiência) podem se dirigir aos Centros Comunitários de Saúde (CSC) de referência para se vacinarem.

A vacina será aplicada exclusivamente nas salas de vacina. Para isso é necessário apresentar cartão de vacinação, cartão SUS, documento de identificação e laudo, para casos específicos.

A terceira etapa se iniciaria no próximo dia 11, mas foi antecipada com chegada de 19.700 doses da vacina e do baixo movimento nos postos de saúde em função de os públicos da segunda fase já terem sido, em sua maioria, atendidos.

A meta é atender 23.903 crianças, 3.641 gestantes e 599 puérperas. Pessoas com deficiência por serem um público novo na campanha não teve uma meta estabelecida pelo Ministério da Saúde.

Já professores da rede pública e privada e adultos entre 55 e 59 anos - públicos inicialmente previstos para a terceira fase - serão imunizados a partir do dia 18 de maio de 2020.

Campanha

Até a manhã desta segunda-feira, 04, desde o início da campanha 36.130 doses contra a influenza já foram aplicadas em Palmas na duas primeiras fases da campanha.

Segundo a coordenadora da Central Municipal de Vacinas (Cemuv), Elaine Katzwinkel, o atendimento dos grupos priorizados na primeira e segunda fase continuarão a ser atendidos.

Na primeira fase, idosos e profissionais de saúde foram o público priorizado. A segunda fase, portanto, priorizou profissionais de forças de segurança e salvamento, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e de outras condições clínicas especiais, funcionários do sistema prisional, população privada de liberdade, caminhoneiros e profissionais de transporte coletivo (motoristas e cobradores).

Último balanço

- Pessoas com doenças crônicas não transmissíveis e de outras condições clínicas especiais -  7.422 vacinados (56.80%)

- Profissionais de forças de segurança e salvamento -  2.255 vacinados

- População privada de liberdade -  745 vacinados (124.83%)

- Funcionários do sistema prisional - 433 vacinados

- Caminhoneiros -  326 vacinados

- Profissionais de transporte coletivo - 372 vacinados

- Profissionais da Saúde -  8.965 vacinados (primeira e segunda etapas) (96,77%)

- Idosos acima de 60 anos - 15.603 (primeira e segunda etapas) (147.50%)