Italac instalará centro de distribuição em Palmas e irá gerar cerca de 100 vagas de emprego

Da Redação JM Notícia

Uma unidade da Italac, grande nome entre as indústrias de laticínios do Brasil, será instalada na cidade de Palmas, gerando cerca de 100 novos empregos. A informação foi confirmada por representantes da indústria alimentícia à Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Emprego (Sedem).

Segundo informações da Prefeitura, a Italac já vinha sendo contatada há pelo menos seis meses, para apresentação do potencial logístico e de negócios de Palmas à indústria, que atualmente possui unidades fabris nos estados de Goiás (GO), Minas Gerais (MG), Rio Grande do Sul (RS), São Paulo (SP), Rondônia (RO) e Pará (PA). A Italac informou na última quarta-feira, 25, que instalará um centro de distribuição no Condomínio Logístico e Industrial da Capital. O empreendimento usará uma área de 10 mil metros quadrados.

“Apresentamos uma proposta com as vantagens de Palmas e áreas de atuação possíveis. Eles avaliaram como viável. Avaliamos a vinda de uma empresa deste porte para Palmas como muito positiva tanto por gerar mais emprego e renda na cidade como por ser uma oportunidade de visibilidade que pode abrir portas para que outras empresas, de vários segmentos, venham para cá”, dize o secretário de Desenvolvimento Kariello Coelho.

Condomínio logístico e empresarial

Atualmente o Condomínio Logístico e Empresarial de Palmas possui cerca de 60 empresas e indústrias já instaladas e outras 180 em processo de instalação previsto para acontecer em 2019. A chegada de mais empresas ao antigo distrito industrial, atual Condomínio Logístico e Empresarial, foi viabilizada com um projeto de reestruturação que prevê investimentos da ordem de R$ 15 milhões em infraestrutura para suporte às empresas e indústrias ali instaladas.

“Já foi iniciada a abertura de ligação do condomínio com a Avenida Teotônio Segurado (próximo à entrada do Jardim Taquari). Já estamos trabalhando na melhoria de estrutura do condomínio e vamos entrar na fase de licitação para execução das obras. É um grande avanço que vai garantir condições às empresas lá instaladas e que antes estavam jogadas lá. Agora elas terão mais segurança para trabalhar, as melhorias vão favorecer a logística deles, com isso vamos quadruplicar a quantidade de empregos direitos e indiretos”, arrematou Coelho.

Após implantado, o projeto de reestruturação do condomínio logístico e industrial prevê centro administrativo, espaço de convenções para receber feiras e eventos, área de convivência, estacionamento para caminhões, hotel para repouso de motoristas, fibra óptica para internet larga de 100 MB, restaurante e guaritas nos acessos pela rodovia TO-050 e pela Avenida Teotônio Segurado, entre outros investimentos. A expectativa é garantir a geração de cerca de quatro mil empregos diretos e indiretos.