Política

Malafaia faz ameaça a deputado evangélico que votar contra Daniel Silveira

A Câmara dos Deputados decidirá sobre a prisão do deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) que foi preso por criticar os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

O pastor Silas Malafaia, que é enxerga a decisão do ministro Alexandre de Moraes como inconstitucional, deu um alerta aos deputados evangélicos.

"Alerta à Frente Parlamentar Evangélica! Deputado evangélico que votar em favor dessa aberração jurídica de manter um deputado preso por suas falas, vou denunciar aos evangélicos, para nunca mais ser votado por nós", disse ele, no Twitter.

"O que está em jogo é o Estado Democrático de Direito Democrático. Absurdo", acrescentou.

Malafaia chegou a insunuar no site Twitter que o presidente da Câmara, Arthur Lira, estaria combinando com o STF para que a Câmara votasse pela prisão do parlamentar bolsonarista.

Deputados decidirão se ele segue preso ou não; entenda

O deputados federais votarão nesta sexta-feira (19) a medida cautelar do Supremo Tribunal Federal (STF) contra o deputado Daniel Silveira (PSL-RJ), que está preso desde terça.

A Constituição estabelece que deputados e senadores são invioláveis, civil e penalmente, por opiniões, palavras e votos e não poderão ser presos, salvo em flagrante de crime inafiançável. Nesse caso, os autos serão remetidos à Casa respectiva, para que a maioria absoluta decida, em voto aberto, sobre a prisão.