Gospel

No dia da Liberdade de Cultos, missionário fala sobre importância do respeito ao próximo

Segundo o CEO do canal de animação Anima Gospel, André Fellipe, o mundo está passando por um momento de intolerância e desrespeito ao próximo, o que vai contra todas as religiões

Apesar de não haver um consenso sobre quantas religiões existem no mundo atualmente, sabe-se, que, considerando todos os continentes e manifestações religiosas oriundas de cada um deles, já foram catalogadas milhares de crenças ao longo dos anos. No dia 7 de janeiro, quando se comemora o Dia da Liberdade de Cultos, ter consciência da existência delas é, segundo André Fellipe, CEO da Anima Gospel - canal de conteúdo religioso que, apenas no Youtube reúne mais de 1,3 milhão de seguidores - o primeiro passo para acabar com a intolerância religiosa.

 

“Quando a gente tem consciência de que outras pessoas pensam de forma diferente, passamos a ter respeito por elas. E isso é fundamental para termos um mundo melhor e mais justo”, declarou. “Vivemos em um momento de muita intolerância e de desrespeito. Independente da crença, amor ao próximo é base de toda religião”, afirmou.

 

Apenas no Brasil, de acordo com censo demográfico de 2010, realizado pelo Instituto Brasileiro Geografia e Estatística (IBGE),  a maior parte dos brasileiros (64,6%) se declaram católicos, enquanto outros 22,2% declaram-se protestantes e, os demais, se caracterizam como  ateus, agnósticos, espíritas, seguidores do animismo afro-brasileiro como o Candomblé, Umbanda e de religiões como budismo, judaísmo, islâmismo, entre outras. 

 

“No dia da liberdade de cultos, que possamos nos lembrar de cada pessoa e de seu direito de manifestar a fé como bem entende e acredita. O mais importante é nos sentirmos bem com nossa crença”, comentou.

 

Todos os dias, o Anima Gospel divulga vídeos produzidos por uma equipe de profissionais de animação, legendagem, edição e locução. O material religioso alcançou cristãos de outros países, como Estados Unidos, Angola, Moçambique e Portugal.