Gospel

Pastor faz alerta: Querem tirar a influência da Palavra de Deus da cultura

O objetivo é tirar os valores cristãos da sociedade, declarou Mike Bickle, da Casa Internacional de Oração

O site Charisma News publicou do pastor norte-americano Mike Bickle, fundador da Casa Internacional de Oração (IHOPKC), que fez um alerta sobre um movimento que quer tirar a influência da Palavra de Deus da cultura.

Citando o Salmo 2, o religioso faz uma comparação com o que está acontecendo no mundo, com conservadores sendo alvos de perseguição por parte de empresas de tecnologia como Twitter, Facebook e Youtube.

“Os reis da terra tomam posição e os governantes conspiram unidos contra o Senhor e contra o seu ungido, e dizem: ‘Façamos em pedaços as suas correntes, lancemos de nós as suas algemas!’”, diz o Salmo.

A declaração foi feita  ao podcast ‎Strang Report e o pastor declara: “Existem duas categorias diferentes de crise. Há uma crise externa, que [inclui] problemas econômicos, climáticos, terremotos, agitação social etc. Não é dessa crise que estou falando, embora eu acredite que ela esteja aumentando".

Para ele a segunda crise está elacionada à profecia de Davi sobre o que pode ser visto nos dias atuais. “Haveria um tempo, disse Davi há 3.000 anos, em que os reis da terra trabalhariam juntos para tirar a influência da Palavra de Deus da cultura”, avalia.

“Isso parecia inconcebível 3.000 anos atrás”, continua. “Os reis da terra trabalhando juntos? Eles nunca trabalham juntos. Eles podem até fazer tratados e acordos, mas normalmente, eu suponho, assim que o tratado é feito, eles voltam para casa, para sua equipe e seu gabinete. E eles tentam driblar o acordo em seu proveito”.

Com a palavra de Deus sendo descrita como algo negativo, os "poderosos" da Terra tentarão tirá-la da cultura para poder promover suas teorias.

“Eles vêem a Palavra de Deus como uma escravidão. Eles vêem que a Palavra de Deus está inibindo o potencial humano. Eles querem quebrar os laços de Deus — o que é arcaico, os antigos valores bíblicos — e tirá-los de uma sociedade”, explica o pastor.