Política

Pastor Rogério Cruz assume como prefeito de Goiânia de maneira definitiva

Ele já respondia como prefeito em exercício desde o dia 1º, após pedido de afastamento de Maguito. Rogério foi eleito vereador por dois mandatos seguidos.

Com a morte de Maguito Vilela (MDB), devido a complicações da Covid-19, o pastor licenciado da Igreja Universal do Reino de Deus, Rogério Cruz (Republicanos), que era vice na chapa, assumirá de maneira definitiva o cargo de prefeito de Goiânia. Ele já respondia como prefeito em exercício desde o dia 1º de janeiro, quando os vereadores aprovaram o afastamento de Maguito por tempo indeterminado, enquanto ele estava em tratamento.

A Câmara de Vereadores ainda analisa a necessidade de alguma solenidade e como será feito o trâmite burocrático. Como o cargo de vice-prefeito ficará vago, em caso de viagem ou afastamento de Rogério Cruz, o presidente da Câmara, Romário Policarpo, assumi interinamente a administração da capital.

Maguito foi eleito Prefeito de Goiânia com 52% dos votos no 2º turno das Eleições 2020. Ele tomou posse de forma virtual, ainda na UTI, por meio de uma assinatura de termo eletrônico. No mesmo dia, ele se licenciou do cargo.

Rogério Cruz nasceu em Duque de Caxias (RJ), no dia 1º de setembro de 1966. Ele é pastor evangélico e formado e gestão pública. Também tem experiência como radialista e administrador. É casado e tem dois filhos. Foi missionário na África por 16 anos.

Em 2010 se mudou para Goiânia. Rogério foi eleito para vereador da capital pela primeira vez em 2012. Ele teve 7774, sendo o único candidato a vereador que teve votos em todas as urnas de todas as seções eleitorais. Já em 2016, ele foi reeleito com 8312, o quarto vereador mais votado.

Na Câmara, ele foi presidente da Comissão das Pessoas Portadoras de Deficiência e Necessidades especiais. Também foi membro de comissões como Direitos da Criança e Adolescentes, Direitos Humanos e Cidadania; Ética e Decoro Parlamentar; Direitos do Idoso; Educação, Cultura, Ciência e Tecnologia.