Brasil

Pesquisa estima que compras através de veículos "inteligentes" devem somar US$ 1 bilhão até 2023

Em uma pesquisa realizada pela empresa americana de consultoria Gartner, ficou em evidência que transações realizadas através de automóveis inteligentes devem alcançar a incrível soma de US$ 1 bilhão até 2023.

Fonte: Unsplash

 

2020 foi um ano de virada no comportamento das pessoas, que buscaram diversas alternativas para enfrentar o momento atual. E vários setores da economia passaram a experimentar um aumento impressionante em sua demanda, como os e-commerces e as entregas a domicílio. Em uma pesquisa realizada pela empresa americana de consultoria Gartner, ficou em evidência que transações realizadas através de automóveis inteligentes devem alcançar a incrível soma de US$ 1 bilhão até 2023, sendo que, em 2020, elas totalizaram US$ 100 milhões.

De acordo com o vice-presidente de Pesquisa do Gartner, Mike Ramsey,

“os motoristas de automóveis atualmente podem fazer pagamentos no veículo usando aplicativos como Alexa, Xevo Market ou a plataforma Banma para comprar combustível, comida ou pagar pelo estacionamento. Os tipos de serviços disponíveis continuarão a aumentar à medida que as montadoras, marcas e serviços comerciais e parcerias com fornecedores de software proliferam”.

 

Não são somente pagamentos

 

Além de poderem realizar pagamentos através dos softwares presentes nesses automóveis que estão conectados em uma plataforma na nuvem, os condutores também podem fazer uso de aplicativos espelhados na tela do seu smartphone, ou através de uma carteira inteligente com tecnologia de blockchain que permita que os condutores possam angariar criptomoedas, que poderão ser utilizadas nas compras feitas no veículo, ou através de uma carteira digital introduzida no automóvel. Com essa carteira digital, o carro não seria capaz somente de realizar pagamentos, mas poderia também recebê-los. “O carro teria uma identificação exclusiva e funcionaria quase como um cartão de crédito com a capacidade de fazer transações”, afirma Ramsey.

Esta tecnologia de carteira digital não é nenhuma novidade, já que há várias opções acessíveis, como é o caso do Paypal, que pode ser utilizado virtualmente para pagar qualquer conta, boleto, compra em website, e até mesmo nos melhores cassinos online para ganhar dinheiro real. Nestes endereços, o jogador utiliza a sua carteira virtual do Paypal, cartão de crédito, ou outro meio de pagamento escolhido, para abastecer a sua conta e se divertir nas melhores plataformas de jogatina.

A consultoria ainda acredita que, até o ano de 2025, a conjuntura do varejo automotivo deve passar por uma grande mudança, onde cerca de 20% de todos os veículos novos serão comercializados online. Nos dias de hoje, menos de 1% dos veículos são vendidos online, porém, as montadoras estão investindo cada vez mais em plataformas para negociar seus produtos na internet — desde a solicitação, financiamento, até a entrega na casa do cliente.

Contudo, para a Gartner, caso a indústria automotiva resolva focar neste nicho, ela deve encarar alguns desafios. Primeiro, tanto as fabricantes quanto as revendedoras devem ter uma plataforma online de fácil navegação e conveniência — isso significa eliminar boa parte da burocracia e tempo por trás da compra de um carro. Em segundo lugar, todo o processo precisa transparecer confiança, oferecendo garantias aos usuários. Desta forma, todas as etapas e informações devem ser tão cristalinas quanto a água, para que não haja qualquer mal entendido entre vendedor e cliente. Além disso, o procedimento deve conter políticas de devolução, para aumentar a sensação de segurança dos interessados.

Para Pedro Pacheco, diretor sênior de Pesquisa do Gartner, apesar das inovações demorarem um pouco para se popularizarem na indústria automotiva, a tendência é que os carros se tornem mais uma plataforma digital, e os fabricantes passarão a desenvolver novos hardwares para os veículos, comportando uma variedade maior de softwares associados ao ecossistema em nuvem, aproveitando melhor as funções como pagamento e negociações.

           

Evolução do mundo automobilístico

 

Fonte: Xpeng via Facebook

 

Já que estamos na seara da indústria automobilística, a fabricante chinesa de carros elétricos Xpeng, uma das principais rivais da Tesla pela dianteira deste setor, revelou algumas novidades dos seus novos modelos autônomos. A empresa anunciou que utilizará sensores LiDAR (tecnologia óptica de detecção remota utilizando luz refletida).

Com essa ferramenta, os veículos autônomos poderão garantir maior segurança para seus passageiros, já que poderão manter sua direção automática mesmo se houver alguma falha com o sistema de rastreamento. Ademais, a novidade também ajuda a melhorar a precisão de medidas de distância, detecção de obstáculos e adaptação da performance em ambientes com iluminação escassa.

Com todas essas inovações sendo postas em prática, parece que em pouco tempo teremos automóveis semelhantes aos dos célebres filmes de ficção científica.

 

Com informações  Xpeng