Planned Parenthood pede para Disney lançar uma princesa pró-aborto

A mensagem postada no Twitter da Planned Parenthood foi excluído após gerar polêmica
Mundo

Da Redação JM Notícia

Diversos grupo de minorias fazem pedidos exigindo que a Disney lance personagens que os representem, como personagens gays e transexuais. Quem se uniu a estes grupos para fazer exigências foi a organização Planned Parenthood Keystone, a principal clínica de aborto dos Estados Unidos.

E o pedido foi que a criação de uma princesa que tenha praticado o aborto.  "Precisamos de uma princesa que tenha feito um aborto", disse a organização através do Twitter, fazendo outros pedidos como princesas "pró-aborto", "imigrantes ilegais", "sindicalista" e "trans".

Após gerar polêmica, a organização apagou a postagem, mas os usuários salvaram e a discussão continuou com muitas críticas à clínica que tem em seu histórico o racismo de promover a morte de bebês negros e carrega ainda a marca de uma investigação sobre a venda de restos mortais de bebês para a indústria farmacêutica.

Entre os críticos da instituição por esta postagem sobre uma princesa abortista está Lila Rose, uma americana presidente da Live Action, instituição pró-vida que condenou este pedido tão inusitado feito à Disney.

"A Planned Parenthood está empurrando o aborto para crianças cada vez mais jovens, vendendo mentiras de que o aborto é algo "bom", "empoderador" e "nobre". O apelo da PPKeystone para promover abortos para garotinhas que admiram as princesas da Disney é desprezível", declarou Rose. Com informações Hello Cristian