Prefeitura de Palmas faz blitz em quadras com maior incidência de casos da Covid-19

Durante mais de duas horas quem entrava e saía da quadra era orientado a ficarem em casa
Tocantins

As quadras do Plano Diretor Sul, Arse 72 e 82, por terem maior incidência de casos confirmados da Covid-19, receberam ação educativa de prevenção à proliferação do vírus na tarde deste sábado, 16. A ação já é resultado do endurecimento nas medidas de segurança adotadas pela Prefeitura de Palmas na última sexta-feira, 15, em que o decreto 1.896 de 15 de maio de 2020, também prevê barreiras de controle do trânsito, em locais a serem indicados pela Secretaria Municipal de Segurança e Mobilidade Urbana (Sesmu).

+ Prefeitura de Palmas decreta ponto facultativo de 18 a 19 e de 21 a 31 de maio

Ainda na semana anterior, houve o fechamento de ruas para conter a aglomeração, agora foi a vez da equipe de agentes de trânsito fazerem barreiras educativas nas duas entradas das quadras Arse 72 e 82. Segundo dados do Centro de Operação de Emergência em Saúde (COE-Palmas), na quadra Arse 72 até o momento tem 20 casos confirmados, e a Arse 82 tem 12, e uma morte.

Durante mais de duas horas quem entrava e saía da quadra era orientado a ficarem em casa, e se precisasse sair, em casos de extrema necessidade, utilizasse as medidas de segurança, como o uso de máscara e o uso de álcool em gel, além das regras de higienização das mãos e objetos. Na Arse 82, na entrada pela avenida NS-10, foram abordados mais de 60 veículos de moradores e 46  veículos de pessoas não residentes na quadra. Na entrada pela avenida NS-04, foram 62 veículos abordados, e não foi contabilizado quem era morador.

Já na quadra Arse 72, pela entrada da NS-04, foram 60 veículos abordados, sendo 35 de moradores e 25 de não moradores, neste caso a maioria estavam indo ao supermercado que fica no interior da quadra. Pela entrada da avenida NS-10 foram abordados 53 veículos, sendo 34 de moradores e 19 de não residentes. Segundo relata o agente de trânsito, Jader Silva, supervisor da equipe responsável pela ação de hoje, a fiscalização não teve caráter punitivo, mas apenas educativo. “Tivemos uma boa recepção por parte dos moradores”.

Informada sobre o número de caso em sua quadra e da quantidade de carros entrando e saindo na 806 Sul em curto período de tempo, a advogada Luma Mayra Emmerich ficou chocada. “Desde o dia 19 de março,  pouco tenho saído de casa, apenas para casos estritamente necessários, confesso que não tinha conhecimento da movimentação aqui na quadra. Por isso, é tão importante essas campanhas educativas, e por mais que as pessoas vejam no noticiários, parece que ainda falta conscientização”.

A moradora é advogada e tem conseguido trabalhar em casa, e faz um pedido aos demais moradores. “Quem tem a oportunidade de ficar em casa, que cumpra as recomendações de isolamento social, para evitar que medidas ainda mais rígidas sejam tomadas”. Luma ainda enfatiza que cumprir essas medidas de distanciamento social nesse momento é  pensar no próximo, e todo mundo precisa se cuidar”.