Destaque

Prof. Júnior Geo destaca principais ações de seu primeiro ano como deputado estadual

Por Isadora Fontes

Eleito para deputado estadual com 10.944 votos, após seis anos como vereador da capital, o Prof. Júnior Geo (PROS) avaliou seu primeiro ano de mandato na Assembleia Legislativa do Tocantins (Aleto). “Estou deputado para trabalhar pelo Estado, para lutar por aquilo que acredito que é o certo. Procuro defender os interesses da sociedade. Fui eleito para representar tais interesses e assim procuro fazer”, pontua o parlamentar.

Somente em 2019, o parlamentar apresentou 149 requerimentos e 42 Projetos de Lei. Solicitou uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) com finalidade de verificar a regularidade do processo de contratação de empresa para administrar o Plano de Saúde dos servidores estaduais (PlanSaúde), além de buscar esclarecimentos sobre a falta de atendimento para os usuários.

Geo procurou soluções para a situação do processo seletivo para os colégios militares, questionou, em novembro, a remoção dos delegados e se mostrou preocupado com as investigações do Estado, também, se posicionou contrário ao fechamento da Delegacia de Crimes de Maior Potencial contra a Administração Pública (DRACMA).

Como professor, cobrou medidas em relação à valorização do profissional da educação, de seus direitos e, de uma educação digna, solicitou apoio dos demais parlamentares para investimentos nas áreas da pesquisa, ciência e tecnologia como forma de investir no crescimento do Tocantins. Outra bandeira defendida pelo parlamentar em seu atual mandato é a valorização e o respeito aos idosos, para tanto, Geo apresentou projetos que propõem políticas públicas para a pessoa idosa, além de destinar emendas para casas de apoio.  

Projetos Aprovados

Alguns Projetos de Lei de autoria do deputado foram sancionados em 2019. Entre eles, a Lei nº 3.550, que garante maior mobilidade às pessoas com deficiência, assegurando a matrícula em escola da rede estadual que seja de sua escolha. A Lei em âmbito municipal também é de autoria de Geo, proposta enquanto exercia o mandato como vereador. Outras leis também já estão em vigor:

Lei n° 3495/2019 – Obriga as operadoras de planos de saúde em justificar caso neguem a autorização aos clientes para a realização de procedimentos médicos.

Lei n° 124/2019 – Cria a Semana Estadual da Maturidade Ativa, no calendário oficial do Estado, na primeira semana de junho de cada ano.

Lei n° 125/2019 – Cria a Semana de Conscientização e Combate a Trotes Telefônicos para o Centro de Operações da Polícia Militar (190), Corpo de Bombeiros (193) e Serviço de Atendimento Médico de Urgência – SAMU (192) nas escolas estaduais.

Lei n° 3626/2019 – Obriga as concessionárias de serviço público de energia elétrica a inserir em suas faturas de consumo mensagem com informações sobre a tarifa branca.

Lei n° 3627/2019 – Institui o Selo Primeiro Emprego no Estado do Tocantins. 

Concurso Público

Desde 2013, início de seu mandato como vereador na Câmara Municipal de Palmas, o parlamentar carrega o concurso público como uma bandeira. Em 2019, já como deputado estadual, apresentou requerimentos e buscou o andamento dos concursos da Assembleia Legislativa, Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Quadro Geral, Educação e Saúde do Estado. “O Estado precisa entender que o concurso não é um gasto, é um investimento para sociedade e para a melhoria dos serviços públicos”, destaca.

Dinheiro público e taxas abusivas

“A sociedade não pode pagar pela má gestão do dinheiro público”, afirmou Geo durante a última sessão ordinária do ano, momento em que foram votadas medidas provisórias do Executivo que resultaram no aumento do preço da carne e medidas que alteram as taxas cobradas pelo Detran.

O parlamentar também se posicionou duramente contra a Medida Provisória nº 18, que estabeleceu o aumento de 40% sobre o salário dos que ocupam o primeiro e segundo escalão do governo. Anteriormente, o parlamentar já havia se manifestado sobre a data-base dos servidores que foi ajustada a 1% com o argumento de que a situação econômica do Estado passa por dificuldades. “É inconcebível esse tipo de medida. Aqueles que recebem mais de R$10 mil, mais de R$ 15 mil, receberem um reajuste em cima desse valor, isso para mim é uma afronta à sociedade, aos servidores desse Estado. Não faz sentido dar 40% a quem menos precisa e dar 1% a quem de fato merece”, afirmou.

Emendas

Através se suas emendas impositivas, Geo destinou aplicações para as áreas da educação, saúde, segurança pública, dente outras. A maior aplicação foi para a área da educação. Geo designou cerca de R$ 1 milhão para custear diversas ações que considera prioritárias nesse segmento, entre elas, a reforma e ampliação de unidades escolares e o investimento em estruturas esportivas nas escolas. Também foram destinados R$ 800 mil para a segurança pública, R$ 800 mil para a saúde, R$ 320 mil para o Corpo de Bombeiros, R$ 110 mil para ciência e tecnologia, R$ 100 mil para cultura, R$ 100 mil para infraestrutura e R$ 80 mil para o Departamento de Trânsito do Tocantins (Detran – TO).  

Comissões

O parlamentar participa como presidente da Comissão de Educação, Cultura e Desporto; como vice-presidente da Comissão de Administração, Trabalho, Defesa do Consumidor, Transportes, Desenvolvimento Urbano e Serviço Público; como membro da Comissão Permanente de Segurança Pública e como suplente da Comissão de Finanças, Tributação, Fiscalização e Controle.

+ Sancionada: nova lei do Prof. Júnior Geo busca melhorar a mobilidade de pessoas com deficiência no acesso às escolas

+ Júnior Geo critica Governo por 40% de bônus a comissionados do alto escalão

--