Rogério Freitas se defende: "Essa Casa não é abrigo de marginais e malandros"

Da Redação JM Notícia

Na sessão ordinária da Câmara Municipal de Palmas desta terça-feira (7), o vereador Rogério Freitas (MDB) se declarou inocente das acusações que o ligam ao desvio de R$ 7 milhões da Prefeitura de Palmas.

Defendendo a honra da Casa de Leis, o parlamentar elogiou a ação da Polícia Civil na Operação Jogo Limpo, porém deixou claro que a Câmara "não tem e nunca teve compromisso com o ilícito".

Freitas não aceita que a Câmara seja reconhecida como um "abrigo de marginais e malandros" por conta da denúncia que o levou a ser preso, assim como o presidente da Câmara, vereador Folha Filho (PSD) é do vereador Major Negreiros (PSB) que é considerado foragido.

Além dos vereadores, servidores da Câmara também foram investigados e tiveram pedidos de mandato de prisão emitidos.

Confiante de que será inocentado, Freitas declarou que acredita que não será indiciado pela polícia e voltou a defender sua honra, deixando claro que não participou e não participa de esquemas de desvio de dinheiro.