“Temos que tomar decisões corajosas", diz Márlon Reis sobre alianças partidárias

“Estamos tomando uma decisão corajosa. Seria muito fácil seguirmos sozinhos, sem alianças, sozinhos como ocorreu em junho. Mas faríamos uma campanha bonita e não venceríamos a eleição e o povo do Tocantins continuaria sofrendo com uma gestão Estadual perversa, que oprime a população. A coragem dessa decisão é de entender que a força dessas alianças vai nos levar à vitória na eleição e aí sim vamos mudar definitivamente a vida do povo tocantinense. Temos que tomar decisões corajosas para que tenhamos a condição de mudar definitivamente a vida do nosso povo”, declarou o ex-juiz e criador da Lei da Ficha Limpa, Márlon Reis, que teve seu nome homologado em convenção da Rede Sustentabilidade na noite desta sexta-feira (03) para disputar o Governo do Estado na eleição de outubro.

Em seu discurso, Márlon Reis disse que esse é o momento do Tocantins dar um fim às oligarquias políticas que governaram o Estado desde sua criação, que levaram o Tocantins ao caos administrativo que vive hoje, para escrever uma nova história, com modernidade e eficiência e acima de tudo, com um combate rigoroso à corrupção.

“O tocantinense terá a chance conosco de tirar o Estado da ruína administrativo que vive hoje e virar a página, escrevendo uma nova história para o Tocantins. Estamos vivendo um novo tempo em que é preciso levar nosso Tocantins ao futuro, colocando o Estado num lugar de protagonismo que ele merece ter no país e no mundo”, pontuou Márlon Reis.

O fechamento da chapa majoritária ainda aguarda a conclusão das convenções de partidos que estão construindo alianças junto à Rede Sustentabilidade. Durante a convenção, foi feita uma lista dos filiados que têm intenção de disputar algum cargo eletivo em outubro para que sejam compostas as chapas proporcionais e majoritária na eleição.