Destaque

Morre Maguito Vilela, prefeito de Goiânia

Político lutava contra uma infecção de bactérias e fungos nos pulmões após se recuperar da Covid-19. Ele estava há mais de 80 dias em UTI do Hospital Albert Einstein, em São Paulo.

O ex-governador de Goiás e prefeito licenciado de Goiânia, Maguito Vilela (MDB), faleceu aos 71 anos, nesta quarta-feira (13). A informação foi confirmada pelo secretário de Comunicação da capital, Bruno Rocha Lima. O político estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Albert Einstein, em São Paulo, lutando contra uma infecção pulmonar, em decorrência da Covid-19, da qual já havia se recuperado.

A nota divulgada pela Secretaria de Comunicação da capital informou que "a família está providenciando o traslado do corpo de São Paulo para Goiás e ele deve ser sepultado em Jataí, sua terra natal".

O Hospital Albert Einstein confirmou a morte do político. Segundo a unidade de saúde, ele faleceu às 4h10 desta quarta-feira. Ele estava internado na unidade de saúde "desde o dia 27 de outubro para tratamento da Covid-19".

Maguito perdeu duas irmãs para a Covid-19 em agosto de 2020, com menos de dez dia de diferença. No dia 19, morreu Nelma Vilela Veloso, de 76 anos, tinha diabetes e problemas pulmonares, comorbidades que agravaram o quadro. Já no dia 28, a irmã mais velha, Nelita Vilela, de 82 anos, também faleceu.

Maguito passou por vários cargos públicos em Goiás: vereador, prefeito, governador e senador. Ele ainda foi professor e advogado.

Ele deixa quatro filhos: Vanessa, Daniel, Maria Beatriz e Miguel; e uma enteada: Anna Liz.

Vice-prefeito

Quem vai assumir o comando da Capital Goiânia, é o pastor licenciado da Igreja Universal Rogério Cruz.

Cruz é Formado em Gestão Pública, também é administrador e radialista. Dessa forma, tem experiências em Rádio e TV pelo continente africano, onde foi responsável pela implementação da Record Internacional em Moçambique e Angola. Exerceu a função de Diretor Executivo por 16 anos. Além disso, o também pastor foi duas vezes vereador de Goiânia, sendo no segundo mandato o quarto mais votado da atual Legislatura (8.311 votos).

Ainda foi Secretário de Gestão de Pessoas no munícipio de Goiânia e 2º Vice-Presidente da Câmara Municipal de Goiânia entre os anos de 2013 e 2020, contabilizando quatro biênios.