Vereador Erivelton critica ação de despejo feita pela Prefeitura de Palmas: "imoral e desumana"

Política

A ação de retirada de moradores pela prefeitura de Palmas de uma área em Taquari ganhou as redes sociais com vídeos feitos pelos próprios moradores reclamando da iniciativa poder executivo.

Além das críticas das redes sociais, de moradores revoltados com a ação em plena pandemia, algumas lideranças políticas também se manifestaram. Um deles foi o vereador Erivelton Santos que, em nota, repudiou a ação da gestão Cinthia Ribeiro.

+ Vereador Erivelton Santos inaugura forma de participação popular em votação de matéria na Câmara

Confira a nota:

Venho a público externar minha repulsa pela ação da Prefeitura de Palmas que derrubou moradias improvisadas por famílias no Taquari. Ocupando uma APM, as quase 30 famílias que tiveram que instalar-se no local por não conseguirem pagar seus aluguéis, devido a situação pandêmica e seus reflexos, sem contar inclusive com qualquer tipo de auxílio, foram surpreendidas com a ação do Governo Municipal, o qual enviou tratores para derrubar as estruturas.

Estamos a dois dias de mais um aniversário de Palmas e o presente que estas pessoas receberam foi a falta de diálogo e apoio da Prefeitura. Numa cidade onde há um déficit habitacional de 16 mil famílias, a moradia deveria fazer parte de um plano emergencial do Município, sobretudo, em face à Covid-19.

A população precisa de auxílio para pagar seu aluguel e comprar sua comida, uma realidade que poderia ser atendida pela Secretaria de Assistência Social da Capital, com a elaboração de um mapeamento de famílias em situações de vulnerabilidade.

A ação da Prefeitura chega a ser imoral e desumana. Registro aqui minha solidariedade às famílias afetadas, levarei esse assunto para a Câmara Municipal. Mais do que antes precisamos ser solidários e sensíveis aos problemas da comunidade.

Palmas, 19 de maio de 2020.

Vereador Erivelton Santos (PV)
Membro da Frente Parlamentar em Defesa da Moradia