Conecte-se conosco

Política

“O mesmo Tribunal que cassou Marcelo Miranda, absolveu Dilma Rousseff”, diz Josi Nunes

Publicado

em

Da Redação JM Notícia

A deputada federal Josi Nunes (PROS/TO) usou a tribuna durante as breves comunicações da câmara federal desta terça-feira,03, para comentar a cassação do Governador do Tocantins, Marcelo Miranda e sua vice, Cláudia Lelis. “Não ocupo esta tribuna para questionar o mérito da decisão judicial. Mais uma vez digo: respeitando a autonomia do Judiciário, venho indagar as motivações frontalmente opostas, impondo o afastamento de um mandatário, seja no Estado ou no País. O mesmo Tribunal Superior Eleitoral que cassou o Governo Marcelo Miranda, sob acusação de caixa dois, absolveu Dilma Rousseff em processo movido pelo PSDB, também sob a ação de caixa dois, processos singulares, distintos, porém sobre o mesmo prisma com resultados totalmente opostos”, questionou.

A parlamentar acredita que a decisão ocorrida há pouco mais de oito meses da conclusão do mandato pode trazer grandes impactos para o Estado. “É uma decisão intempestiva, que de certo, traz grandes problemas administrativos à máquina pública, à sociedade e à economia de todo o Tocantins. Ora, os fatos que segundo o TSE fundamentaram a decisão aconteceram na campanha eleitoral, ainda em 2014. Foram vencidos no Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins, que inocentou Marcelo Miranda e Cláudia Lelis. Agora, mais de 30 meses depois são revistos com outra conotação totalmente oposta ao primeiro julgamento, contrariando também o parecer da Relatora, que negou procedimento do Ministério Público Federal, que solicitava a cassação de Marcelo Miranda e Cláudia Lelis”, ressaltou.

Para a deputada, com a evolução legislativa, doutrinária e jurisprudencial, é plausível  caminhar no sentido de que casos semelhantes devam receber decisões semelhantes, em atenção aos princípios constitucionais da isonomia e da legalidade, assim como do prestígio do Poder Judiciário. “Neste sentido, mesmo que haja divergências interpretativas no âmbito das diversas instâncias judiciárias, devemos analisar se são justas qualquer decisão que seja politicamente contraria ao texto literal da lei, decisões estas que podem causar transtornos econômicos e sociais a um Estado ou a um País”, ponderou.

Ainda segundo a deputada, estima-se que serão gastos em torno de 15 milhões de reais para a realização de eleições suplementares no Estado do Tocantins, e 4 meses depois, em outubro, já  ocorrerá as eleições gerais. “Poderá haver, no Tocantins, quatro 4 eleições ainda neste ano de 2018. Não posso, como representante de um Estado ficar omissa e não debater esta importante questão. É evidente que o cidadão comum será o grande lesado por essa troca inoportuna de Governo”, finalizou.

Publicidade

Últimas notícias

Brasil/Mundo9 horas atrás

Governo anuncia empréstimo de até R$ 1 mil pelo aplicativo Caixa Tem

O aplicativo da Caixa é usado para pagar o Auxílio Emergencial

Brasil/Mundo10 horas atrás

Amor e inclusão: menina de oito anos grava aulas para ensinar Libras ao avô

Ao ver a dificuldade do avô Lourival, 79, Maria Eduarda deu uma verdadeira aula de empatia e generosidade

Brasil/Mundo1 dia atrás

Tempestade de areia assusta moradores do interior de São Paulo

A tempestade de poeira chegou a municípios também de Minas Gerais próximos do estado paulista.

Brasil/Mundo1 dia atrás

Reações da vacina contra a Covid-19 faz tenista francês desistir da temporada: “Me arrependi de ter tomado”

Aos 34 anos, ficar afastado dos treinos e jogos pode fazer com que ele se aposente mais cedo do que...

Brasil/Mundo1 dia atrás

Bolsonaro e Michelle testam negativo para Covid-19

O presidente não está vacinado e a primeira-dama se vacinou durante viagem aos EUA

Brasil/Mundo1 dia atrás

Jotta A volta a chocar seguidores ao postar foto seminu

O cantor deixou o mercado gospel e tem recebido muitas críticas na sua primeira música secular

Brasil/Mundo1 dia atrás

Entidades de Direito Religioso comentam decisão de Barroso que impede a entrada de missionários em tribos indígenas isoladas

Na semana passada, o ministro Barroso aceitou parcialmente ao pedido feito pelo PT contra os missionários em tribos indígenas

Bastidores4 dias atrás

Frente Evangélica emite nota de repúdio à decisão de Barroso sobre missionários em terra indígenas

Nota critica a decisão e chama ação de "ideologia anticristã"

Brasil/Mundo4 dias atrás

Comissão especial conclui votação da reforma administrativa

Proposta seguirá para análise no Plenário da Câmara; para ser aprovada, são necessários dois turnos de votação

Brasil/Mundo4 dias atrás

Espanha: Partido Socialista quer prender grupos pró-vida que atuam na porta de clínicas de aborto

Clínicas abortistas pressionam o governo espanhol para tonar as ações pró-vida “um crime de obstrução ao direito ao aborto”