Conecte-se conosco
[the_ad id="107359"]

Opinião

O Ministério Pastoral na História da Igreja: Desenvolvimento, Teologia e Prática

O púlpito é o lugar onde o pastor cumpre um dos mais importantes aspectos do seu ministério

Publicado

em

Por Altair Germano

O livro Ministério Pastoral na História da Igreja parte de uma pesquisa e estudo no Novo Testamento, onde o ministério pastoral é exercido inicialmente pelos apóstolos, e posteriormente por bispos ou presbíteros por eles constituídos.

Em seguida, a pesquisa se debruça sobre os Escritos dos Pais da Igreja, dentre eles, Irineu de Lião, Clemente de Roma, Inácio de Antioquia, Cipriano de Cartago, Eusébio de Cesaréia, João Crisóstomo e Agostinho de Hipona.

Da Idade Média destaca os escritos de Gregório Magno, do teólogo escolástico Tomás de Aquino, de John Wycliffe e John Huss.

Da época da Reforma analisa as contribuições de Erasmo de Roterdan, Martinho Lutero, João Calvino, Martin Bucer e Filipe Melanchthon.

Passa-se então aos puritanos Richard Baxter e John Owen, e depois a John Wesley e Charles Spurgeon.

Os principais documentos Conciliares e Oficiais (ecumênicos, católicos e protestantes), Confissões e Declarações de Fé das diversas tradições cristãs, e de obras mais recentes sobre o tema aqui abordado, foram também objeto de pesquisa.

Em razão disso, a presente obra é farta em citações diretas de traduções das fontes primárias para a língua portuguesa, inglesa e italiana, dando assim ao leitor a oportunidade de conhecer na íntegra diversos textos que saíram das mãos daqueles que tanto contribuíram para o registro histórico, e para a produção da teologia pastoral ou ministerial.

Na capa da obra temos as seguintes representações:

A Luz

A obra tem com um dos objetivos lançar luz em nossas mentes (janelas do entendimento) sobre o desenvolvimento do Ministério Pastoral na História da Igreja, e suas implicações teológicas e práticas para os dias atuais.

O Púlpito

O púlpito é o lugar onde o pastor cumpre um dos mais importantes aspectos do seu ministério (considerado por muitos o mais importante), que é o ensino e a pregação da Palavra, onde por meio dela alimenta, protege, guia e cura o rebanho e ovelhas, ao mesmo tempo em que também proclama aos perdidos as boas novas de salvação em Cristo Jesus.

A Cor Roxa ou Púrpura

A cor roxa ou púrpura é considerada em algumas tradições cristãs como uma cor litúrgica, que aponta para o primeiro advento de Jesus e a sua volta. O ministério pastoral tem em Jesus, o bom (Jo 10.11) e Sumo Pastor (1 Pe 5.4), o seu máximo referencial, e trabalha cooperando através dos dons concedidos por ele para a edificação da sua Igreja (Ef 4.7-16), aguardando assim o seu segundo advento.

A obra terá cerca de 400 páginas, com previsão de lançamento para o primeiro trimestre de 2021, pela Editora Palavra Fiel.

PUBLICIDADE