Conecte-se conosco

Brasil/Mundo

Organizações cristãs entram para “lista negra de extremismo religioso anti-gênero”

Publicado

em

Um documento publicado por uma coalizão de parlamentares europeus a favor do aborto aponta para organizações “religiosas extremistas” que consideram inimigas dos direitos sexuais e reprodutivos das mulheres no continente.

O relatório, intitulado “A ponta do iceberg” (108 páginas) foi produzido pelo Fórum Parlamentar Europeu para os Direitos Sexuais e Reprodutivos (EPF) para “pintar um quadro transnacional do sistema de financiamento clandestino que apoia a estratégia deliberada do combate – atores de gênero para fazer retroceder os direitos humanos na Europa”.

Foi lançado em 15 de junho, uma semana antes de o Parlamento Europeu votar o polêmico relatório Matic, que promove o aborto como um “direito humano” em toda a União Europeia.

O documento identifica 54 “atores anti-gênero operando na Europa” e descreve especificamente como “extremistas religiosos de mentes semelhantes” ajudaram a “ascensão do ultraconservadorismo” desde 2009.

França, Itália, Alemanha, Espanha e Polônia são identificados como os países europeus em que as organizações pró-vida e pró-família têm mais apoio e solidez financeira, mas o documento também tenta demonstrar as ligações de grupos conservadores europeus com grandes doadores estatais.

Uma campanha coordenada?

Este relatório contra “atores anti-gênero” na Europa foi publicado apenas dois dias depois que uma lista negra semelhante sobre atores “anti-direita” foi tornada pública na Argentina em 13 de junho.

A reportagem argentina é intitulada “A Reação Conservadora” e provocou uma polêmica sociopolítica e na mídia que atacou seus autores, um grupo de jornalistas pró-aborto também financiado pela Planned Parenthood International.

Nesta lista latino-americana, pastores evangélicos, igrejas e organizações cristãs foram perfilados e apresentados como “antidemocráticos”. Também incluiu ONGs, partidos políticos, a mídia (incluindo Evangelical Digital) e diferentes tipos de grupos da sociedade civil. O site deles ficou acessível apenas por 24 horas.

Católicos e “comunidades protestantes minoritárias”

O documento dedica uma seção para falar sobre o “dinheiro escuro da direita cristã americana” e também sobre uma “chuva de rublos do Oriente” (em referência à influência ortodoxa da Rússia).

O documento, da autoria de Neil Datta, secretário da organização em Bruxelas, afirma que os atores do Estado na Europa “enganam as mulheres” e “doutrinam os jovens” para “limitar os direitos das mulheres e da comunidade LGBTI”.

Redes católicas, grupos ortodoxos orientais e “comunidades protestantes minoritárias” são apresentadas como a base religiosa que alimenta a “mobilização anti-gênero” na Europa.

 

Organizações cristãs na lista negra

Entre as organizações apresentadas no polêmico documento como uma ameaça aos direitos das mulheres na Europa está o European Christian Political Movement (ECPM), uma plataforma que reúne parlamentares europeus e partidos cristãos comprometidos. Em uma entrevista de 2018, o CEO do ECPM, Auke Minnema, disse: “Os cristãos deveriam estar na política por causa do choque, não do poder.”

Em resposta ao Evangelical Focus, o ECPM disse que “não reagiria a este relatório”.

A Aliança para a Defesa da Liberdade Internacional (ADF) na Europa também é frequentemente citada como um ator importante no campo da defesa legal. Em resposta ao relatório, Adina Portaru, Conselheira Sênior para a Europa, disse ao Evangelical Focus: “Embora apoiemos o debate aberto e a discussão sobre questões relacionadas ao nosso trabalho, o Fórum Parlamentar Europeu para os Direitos Sexuais e Reprodutivos (EPF) se comprometeu a fechar o fala sobre direitos humanos por meio de uma campanha de difamação”.

Outros grupos com uma visão evangélica do mundo mencionados na lista negra do EPF são o Christen Unie (um partido político com 5 cadeiras no parlamento holandês) e a Associação Evangelística Billy Graham.

Fonte: EvangélicoDigital

Foto: Parlamento da Eslováquia

PUBLICIDADE

Últimas notícias

Brasil/Mundo24 horas atrás

Olimpíadas de Tóquio têm medalhas feitas por designer japonês

Junichi Kawanishi foi o vencedor de um concurso com 400 participantes

Brasil/Mundo1 dia atrás

Entidades e mais de 50 juristas assinam carta em defesa da indicação de André Mendonça ao STF

Texto mostra que um jurista evangélico também pode assumir uma cadeira na Suprema Corte

Brasil/Mundo1 dia atrás

Número de mortes registradas por dependência alcoólica aumentou em 2020

Dados do Ministério da Saúde revelam que houve aumento em 18,4% dos registros de mortes comparado ao ano de 2019

Brasil/Mundo1 dia atrás

Argentina permite o gênero X em carteiras de identidade e passaportes

Medida visa incluir pessoas não binárias, isso é, que não se identificam como homens e nem como mulheres

Brasil/Mundo4 dias atrás

Israel fará testes com vacina em pílulas contra Covid-19

A vacina Oravax é projetada para atingir três proteínas estruturais do vírus, em vez da proteína de pico único direcionada...

Brasil/Mundo4 dias atrás

Por não reconhecer Israel como país, judoca da Argélia se nega a lutar contra israelense

Para os islâmicos, enfrentar um atleta israelense é reconhecer o país e muitos se negam a fazê-lo

Brasil/Mundo4 dias atrás

Roberto Jefferson dispara contra embaixador da China no Brasil: “Pilantra que articula contra o governo”

No Twitter, Jefferson chamou o diplomata de “vagabundo que a China mandou para o Brasil”

finanças finanças
Brasil/Mundo4 dias atrás

62,5 milhões de brasileiros estão inadimplentes, aponta estudo da Serasa

Serasa realiza a ação "Limpa Nome" que permite negociar dívidas com até 99% de desconto

Brasil/Mundo4 dias atrás

Braga Netto desmente Estadão: “Desinformação que gera instabilidade”

Apesar da declaração do ministro da Defesa, o jornal mantém a reportagem no ar

Brasil/Mundo4 dias atrás

Bolsonaro assina projetos de lei em favor da família e contra o aborto

Em reunião com o Presidente da República Jair Bolsonaro nesta quarta-feira (21), o Ministério da Mulher, da Família e dos...