Conecte-se conosco
[the_ad id="107359"]

Brasil/Mundo

Aliado de Bolsonaro na Assembléia quer proibir banheiros unissex em SP

Publicado

em

Rosa x Azul O deputado estadual Frederico D’Ávila (PSL-SP) diz que membros do partido de Bolsonaro em SP querem se concentrar em pautas conservadoras no início da legislatura. Um dos projetos, afirma, vai pregar a proibição de banheiros unissex, chamados por ele de sanitários “trans”.

Culpa do banheiro A PUC-SP e a USP, por exemplo, têm sanitários unissex. De acordo com D’Ávila, esses espaços impulsionam “a promiscuidade e a facilitação do estupro”.

Culpa do banheiro 2 “Banheiro unissex é quando você não tem espaço para pôr dois banheiros, você coloca um banheiro que ora pode ser usado por homem, ora pode ser usado por mulher. Agora o que eles têm lá eles podem chamar do que quiserem, mas pode entrar homem e mulher ao mesmo tempo;. Inclusive, entra uma mulher, aí entra um cara se dizendo gay, e vai lá e agarra a mulher lá dentro. Isso é tudo pra dividir a sociedade, criar celeuma”, afirma.

Culpa do banheiro 3 “Banheiro só tem dois. Ou é masculino ou é feminino. Não pode ter o ‘banheiro trans’. Isso canaliza para a promiscuidade, porque você vai dar uma terceira opção, e é isso justamente que a gente não quer”.

Fonte: Folha de SP

ação JM Notícia

O atraso da votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de Palmas acabou fazendo com que o projeto da Lei Orçamentária Anual (LOA) também ficasse atrasado, fazendo com que a capital tocantinense se tornasse a única capital do país que até agora não aprovou o orçamento para 2018.

A LOA fixa o orçamento para cada setor da administração pública, valor que este ano é estimado em R$ 1,32 bilhão. A expectativa é que o assunto seja analisado pelos vereadores na próxima semana, pois dia 5 de fevereiro os parlamentares retornam do recesso.

“A LOA, que ainda não foi colocada em pauta, não foi votada porque a LDO atrasou e consequentemente houve o atraso da LOA”, declarou o vereador Júnior Geo (PROS) ao G1.

Segundo o parlamentar, o atraso da LDO foi por questões políticas para beneficiar a Prefeitura. “Como o prefeito não tinha os votos necessários para aprovar os projetos conforme o seu interesse, o presidente, vereador Folha (PSD), simplesmente conduzia a casa conforme os interesses do executivo. E assim, ele ficou segurando as votações, não pautou a LDO durante muito tempo e evitou que fosse votada pelos demais vereadores”.

Prefeitura não pode investir

A Prefeitura alega que entregou a LOA em novembro e que os atrasos nas votações têm prejudicado na administração pública, pois enquanto o orçamento não é aprovado, o Executivo não pode aumentar os investimentos ou fazer novos gastos diferentes dos previstos na LOA de 2017.

Sendo assim, a Prefeitura só pode honrar com o pagamento de despesas como os salários dos funcionários, cumprir despesas com saúde, despesas previdenciárias e outras. “Estas despesas estão limitadas a 1/12 (um doze avos) de seu valor proposto, até que a LOA seja sancionada”, explicou a prefeitura.

PUBLICIDADE

Últimas notícias

Brasil/Mundo6 horas atrás

Seleção Russa bem-sucedida para a Copa do Mundo de 2022

Há vários fatores óbvios no desempenho bem sucedido da equipe

Brasil/Mundo9 horas atrás

“Foi a própria Exame que falou da relação de HIV com vacina”, diz Bolsonaro

Durante live no Facebook, Bolsonaro leu uma reportagem internacional sobre esse mesmo assunto e foi acusado de propagar notícia falsa

Brasil/Mundo1 dia atrás

Jogador do Cuiabá, diz que homossexualidade ‘é pecado’ e ‘leva à condenação’

Cristão, o atleta passou a se acusado de homofobia

Brasil/Mundo1 dia atrás

Ministro da Justiça pedirá extradição de Allan dos Santos

Torres revelou que setores da Interpol não reconhecem o pedido, pois não há crime de opinião

Brasil/Mundo3 dias atrás

Motivação de estudantes aumentou com retorno das aulas presenciais, diz pesquisa

Na opinião de pais, 87% dos filhos que frequentam as aulas presenciais se sentem mais animados

Brasil/Mundo4 dias atrás

Governo de Rondônia proíbe ‘linguagem neutra’ nas escolas

Os professores e instituições poderão ser punidos se não obedecerem

Brasil/Mundo4 dias atrás

Moraes determina prisão preventiva e extradição de Allan dos Santos

Blogueiro bolsonarista é alvo do inquérito que apura a divulgação de notícias falsas

Brasil/Mundo4 dias atrás

Covid-19: 20 milhões de brasileiros estão com a segunda dose da vacina atrasada

Índice de pessoas completamente vacinadas contra a doença já teria passado dos 80% do público-alvo, caso não houvesse atraso na...

Publicidade