Conecte-se conosco
[the_ad id="107359"]

Mundo Cristão

Pastor preso no Canadá manda recado aos cristãos dos EUA: “Vocês são os próximos”

Artur Pawlowski tem sido perseguido por não cancelar os cultos presenciais em razão da Covid-19

Publicado

em

O pastor canadense Artur Pawlowski, que foi recentemente preso na pista do aeroporto ao voltar para casa de uma viagem aos Estados Unidos, emitiu um alerta aos americanos: “Vocês são os próximos”.

A Agência de Serviços de Fronteiras do Canadá prendeu o pastor na semana passada por dois mandados pendentes – um por não usar máscara e outro por realizar um serviço religioso em junho. Ele tem uma audiência no tribunal em 13 de outubro, onde um juiz decidirá se ele será sentenciado a 21 dias de prisão por “desacato ao tribunal” por realizar cultos de adoração em violação às restrições de bloqueio.

“Se eles vieram atrás de mim, tenha certeza, eles estão vindo atrás de você também”, disse Pawlowski, que atua como pastor da Igreja da Rua e da Igreja da Caverna de Adullam em Calgary, Alberta (Canadá).

O pastor, que na nasceu na Polônia, comparou com o que seu país passou quando estava sob o regime comunista com as medidas tomadas pelas autoridades em razão das restrições pela transmissão da Covid-19.

“Fui algemado como um criminoso comum, como um terrorista”, disse ele, falando sobre sua prisão anterior em maio. “Eles queriam me quebrar. Eles queriam mostrar ao mundo todo: ‘Você vê o que fazemos com aqueles que se atrevem a falar contra a nossa tirania? Se você seguir … você é o próximo’”, declarou ele para a Fox News.

Em maio deste ano, Artur e seu irmão, Dawid Pawlowski, foram presos porque mantiveram os cultos presenciais. Cinco viaturas foram até a igreja e todo o processo foi filmado pelos religiosos.

É possível ver Artur dizendo aos policiais que era vergonhoso o que eles estavam fazendo. “Que vergonha, rapazes, isto não é a China comunista. Você não têm família e filhos? O que aconteceu com ‘Canadá, Deus mantenha nossa terra gloriosa e livre?’”

PUBLICIDADE