Conecte-se conosco
[the_ad id="107359"]

Mundo Cristão

Pesquisa aponta que a maioria dos brasileiros passou a fazer mais orações durante o isolamento social

Tecnologia é alternativa para rotina de adoração em casa.

Publicado

em

Levantamento feito em março pelo instituto Paraná Pesquisas, mostrou que 58,8% dos brasileiros passaram a orar mais durante a pandemia do Covid-19 – que já deixou mais de 350 mil mortos em pouco mais de um ano. De acordo com a pesquisa, os percentuais são ainda maiores entre pessoas com 60 anos ou mais (68,8%) e mulheres (66,5%). Em contrapartida, os que menos recorrem à fé neste momento delicado são os mais jovens: 49,8% entre quem tem de 16 a 24 anos de idade e 51,7% entre quem possui de 25 a 34 anos.

Para evitar aglomerações e maior transmissão do vírus, o Supremo Tribunal Federal (STF) optou na última quinta-feira, dia 8, à proibição de missas, cultos e atividades religiosas. Entretanto, lives e aplicativos são alternativas na hora de praticar uma religião ou exercer a fé em casa. Um exemplo disso é o aplicativo Glorify, que permite que fiéis façam reflexões, meditações guiadas, orações e leiam passagens da Bíblia – tudo isso, compartilhando com amigos e comunidade religiosa. O app britânico chegou ao Brasil em janeiro e já superou a marca de 300 mil downloads.

“Estamos vivendo momentos difíceis e muitas pessoas buscam na fé o apoio para seguir em frente. O Glorify é uma ferramenta que ajuda os usuários a se conectarem a Deus e sua comunidade e oferece palavras de conforto. Acreditamos na possibilidade de tornar a adoração acessível a todos e, para isso, usamos a tecnologia como uma grande aliada. Isso se mostrou ainda mais necessário em um momento em que não é seguro sair de casa. O Glorify nasceu antes da pandemia, mas a pandemia certamente aumentou a necessidade do Glorify no mundo, explica Nando Souza, Head do Glorify Brasil.

 

O Glorify permite que fiéis que frequentam a mesma comunidade, se conectem virtualmente e compartilhem orações, mas é voltado também para cristãos não denominacionais, ou seja, aqueles que acreditam em Deus e praticam a fé cristã, mas não seguem nenhuma designação específica ou não frequentam uma instituição religiosa. O aplicativo está disponível na Apple Store e Google Play Store.

Sobre o Glorify
Fundado em 2019 pelos empreendedores britânicos Henry Costa e Ed Beccle, o Glorify é um aplicativo cristão de devocional diário que cria espaço e estrutura para que seus usuários se conectem com Deus e sua comunidade todos os dias. Projetado para ajudar a adquirir bons hábitos de adoração com conteúdo de qualidade, o aplicativo Glorify oferece leituras diárias da Bíblia escolhidas a dedo, meditação guiada, música de adoração e espaço para reflexão e oração. Cristãos em todo o mundo são guiados por pequenas rotinas de adoração para fortalecer seu relacionamento com Deus e recarregar sua jornada espiritual todos os dias.
O aplicativo está disponível para download na Google Play Store e Apple Store.
Mais informações: https://share.glorify-app.com/E44eHAZU4bb

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PUBLICIDADE

Últimas notícias

Brasil/Mundo1 hora atrás

Covid-19: 20 milhões de brasileiros estão com a segunda dose da vacina atrasada

Índice de pessoas completamente vacinadas contra a doença já teria passado dos 80% do público-alvo, caso não houvesse atraso na...

Brasil/Mundo23 horas atrás

Governo Federal anuncia o Auxílio Brasil de R$ 400 até o final de 2022

O número de beneficiários será ampliado em relação ao Bolsa Família e deve chegar a 16,9 milhões de famílias

Brasil/Mundo2 dias atrás

Inscrições para cursos gratuitos do Google encerram nessa sexta (22/10)

As capacitações são na área de tecnologia e começam nesse ano

Brasil/Mundo2 dias atrás

Censura: Instagram retira ‘recurso de links’ de perfis conservadores

Internautas falam de perseguição política e tentativa de censura

Brasil/Mundo3 dias atrás

Lego anuncia brinquedos sem gênero para influenciar crianças “contra o preconceito”

Para a marca, acabar com o “estereótipos nocivos” vai ajudar as crianças a não serem preconceituosas

Brasil/Mundo3 dias atrás

Por reclamarem de banheiro coletivo unissex, Joana Prado e Vitor Belford perdem patronício

A empresa foi pressionada por internautas para romper contrato com o casal; usuários da rede alegam de "transfobia"

Brasil/Mundo4 dias atrás

Pesquisa aponta profissão de professor como a mais confiável entre a população

Foram ouvidos de 19 mil entrevistados com idades entre 16 e 74 anos em diferentes países

Brasil/Mundo4 dias atrás

Auxílio Emergencial pode ser prorrogado até 2023 com valor de R$ 250

Prorrogação deve ser feita devido a demora na aprovação do Auxílio Brasil no Congresso Nacional

Publicidade