Conecte-se conosco

Brasil/Mundo

Polícia Civil inicia operação contra facção criminosa que atua em presídios

Publicado

em

Da redação

Polícia Civil cumpre mandados em três estados — Foto: Wherbert Araújo/SSP/Divulgação

Polícia Civil iniciou na manhã desta segunda-feira (15) uma operação para combater uma facção criminosa que atua dentro e fora dos presídios. São 75 mandados de prisão e 72 de busca e apreensão. A operação envolve 300 policiais e está sendo realizada no Tocantins, Goiás e Piauí. A ação foi chamada de operação Intramuros.

As investigações começaram após agentes prisionais encontrarem celulares dentro da Casa de Prisão Provisória de Paraíso do Tocantins, na região central do estado. Os mandados foram expedidos pela Justiça da cidade.

No Tocantins, os policiais cumprem mandados em 14 cidades com apoio de cães farejadores e do helicóptero da Secretaria de Segurança Pública. Até às 8h, cerca de 50 mandados foram cumpridos. No Piauí há uma ordem de prisão em Marcolândia e em Goiás são quatro mandados sendo cumpridos em Aparecida de Goiânia.

De todos os alvos, pelo menos, 30 estão dentro do sistema prisional. Eles são apontados como chefes da facção e comandam o tráfico de dentro da cadeia. Por isso, os investigadores fazem buscas dentro dos quatro maiores presídios do Tocantins.

Seis prisões foram feitas na Casa de Prisão Provisória de Palmas e outra na unidade prisional feminina. Outras cinco prisões ocorreram na Unidade de Tratamento Penal Barra da Grota, em Araguaína, onde estão presos dois homens que seriam os principais chefes do esquema

Além de tráfico de drogas, os alvos são suspeitos de roubos e assassinatos.

As investigações duraram seis meses e nesse tempo a polícia descobriu que os criminosos que matavam integrantes de facções rivais ganhavam pontos e eram promovidos na hierarquia da organização criminosa.

Durante as investigações foram confirmados pelo menos três assassinatos.

Ainda de acordo com a polícia, os mandados de prisão em Goiás e Piauí são para parentes de integrantes da facção que emprestavam contas bancárias para a quadrilha movimentar e lavar o dinheiro. A Justiça também determinou o bloqueio das contas destes suspeitos.

(Com G1)

Publicidade

Últimas notícias

Brasil/Mundo9 horas atrás

Governo anuncia empréstimo de até R$ 1 mil pelo aplicativo Caixa Tem

O aplicativo da Caixa é usado para pagar o Auxílio Emergencial

Brasil/Mundo10 horas atrás

Amor e inclusão: menina de oito anos grava aulas para ensinar Libras ao avô

Ao ver a dificuldade do avô Lourival, 79, Maria Eduarda deu uma verdadeira aula de empatia e generosidade

Brasil/Mundo1 dia atrás

Tempestade de areia assusta moradores do interior de São Paulo

A tempestade de poeira chegou a municípios também de Minas Gerais próximos do estado paulista.

Brasil/Mundo1 dia atrás

Reações da vacina contra a Covid-19 faz tenista francês desistir da temporada: “Me arrependi de ter tomado”

Aos 34 anos, ficar afastado dos treinos e jogos pode fazer com que ele se aposente mais cedo do que...

Brasil/Mundo1 dia atrás

Bolsonaro e Michelle testam negativo para Covid-19

O presidente não está vacinado e a primeira-dama se vacinou durante viagem aos EUA

Brasil/Mundo1 dia atrás

Jotta A volta a chocar seguidores ao postar foto seminu

O cantor deixou o mercado gospel e tem recebido muitas críticas na sua primeira música secular

Brasil/Mundo1 dia atrás

Entidades de Direito Religioso comentam decisão de Barroso que impede a entrada de missionários em tribos indígenas isoladas

Na semana passada, o ministro Barroso aceitou parcialmente ao pedido feito pelo PT contra os missionários em tribos indígenas

Bastidores4 dias atrás

Frente Evangélica emite nota de repúdio à decisão de Barroso sobre missionários em terra indígenas

Nota critica a decisão e chama ação de "ideologia anticristã"

Brasil/Mundo4 dias atrás

Comissão especial conclui votação da reforma administrativa

Proposta seguirá para análise no Plenário da Câmara; para ser aprovada, são necessários dois turnos de votação

Brasil/Mundo4 dias atrás

Espanha: Partido Socialista quer prender grupos pró-vida que atuam na porta de clínicas de aborto

Clínicas abortistas pressionam o governo espanhol para tonar as ações pró-vida “um crime de obstrução ao direito ao aborto”