Conecte-se conosco

Mundo Cristão

Pastor faz alerta sobre desvios doutrinários dentro de órgãos oficiais das Assembleias de Deus

Alguns dos atuais ataques ao pentecostalismo clássico assembleiano brasileiro aconteça sorrateiramente, inclusive através de órgãos oficiais das Assembleias de Deus no Brasil

Publicado

em

Talvez muitos não estejam apercebidos, e isso talvez se deva ao fato de que alguns dos atuais ataques ao pentecostalismo clássico assembleiano brasileiro aconteça sorrateiramente, mas na atualidade somos alvos das seguintes investidas e tentativas de introduzir e disseminar entre nós pentecostais as seguintes ideias, desvios doutrinários e práticos, inclusive através de órgãos oficiais das Assembleias de Deus no Brasil:

– Marxismo cultural

– Liberalismo teológico

– Neo-ortodoxia

– Progressismo teológico

– Ecumenismo

– Diálogo inter-religioso

– Subjetivismo e experiencialismo hermeneutico

Tenho constantemente denunciado aqui tais práticas e tentativas, e estou devidamente documentado (artigos, livros publicados, atividades etc.) para provar em qualquer instância o que digo.

A tentativa de introduzir as ideias e práticas acima através de alguns órgãos oficiais das Assembleias de Deus no Brasil, se deu a partir da presença em funções estratégicas de membros ou simpatizantes de grupos que defedem e dissiminam tais práticas (ou algumas delas). Logo, começaram a surgir artigos em periódicos oficiais e publicações de livros com conteúdos alinhados a algumas destas ideias e práticas. O caso foi tão gritante, que houve até a retirada de circulação de um livro que defendia e disseminava algumas das ideias e práticas aqui listadas.

As ideias e práticas acima descritas são também introduzidas, defendidas e disseminadas em algumas faculdades teológicas confessionais e reconhecidas pelo Ministério da Educação, sob a alegação de se estar obedecendo diretrizes do referido Ministério, mesmo que com isso a confessionalidade da instituição seja desconsiderada ou colocada em segundo plano.

Outra maneira de difundir as ideias e práticas aqui listadas, é através das redes sociais, por meio das publicações de seus defensores e disseminadores. O interessante, é que não é difícil identificá-los. Eles estão sempre juntos em grupos, eventos e publicações, e defendendo uns aos outros do que chamam ironicamente “caça às bruxas”, e ideologicamente de “assassianto de reputação”, “lacração”, “intolerância”, etc., fazendo com isso o já “batido” jogo semântico, e adotando algumas estratégias pós-modernas de defesa do indefensável.

Alguns dos autores preferidos dos defensores e disseminadores das práticas acima são Friedrich Schleiermacher, Karl Barth, Jürgen Moltmann, Hans Küng, Paul Tillich, Rob Bell, Brian McLaren, John Howard Yoder, Rosemary Radford Ruether, Leonardo Boff, Frei Betto, Gustavo Gutiérrez, Severino Croatto, Rubem Alves, René Padilha, Juan B. Navarro, Elias Wolff, Umberto Eco, Paul Ricoeur, Gadamer, J. Derrida entre outros. Basta observar as referências bibliográficas de suas obras e trabalhos acadêmicos, e logo se percebe quem são os referenciais que fundamentam as suas teses, ideias e práticas.

Quando identificados (nem sempre é fácil, pois misturam discurso ortodoxo com discurso progressita, ecumênico, etc.), os infiltrados tentam negar de todas as formas possíveis as suas ideias e práticas, mesmo diante de provas irrefutáveis.

Alguns dos que defendem os disseminadores das ideias e práticas aqui listadas, fazem isso por desconhecimento total ou parcial dos fatos aqui expostos, por estarem alinhados ou serem simpatizantes de tais ideias e práticas, e etc.

Me encontro no momento envolvido numa séria batalha contra tais ideias e práticas no contexto intradenominacional, mas não estou só. Vários pastores e líderes em geral estão solidários comigo, me enviando mensagens, tomando posicionamento sobre tais questões em cultos de ensino transmitidos pela internet ou não, em instâncias internas da denominação e em outras.

Não é a primeira vez que travo uma luta de tal magnitude em defesa da sã doutrina e práticas ortodoxas dentro da minha denominação, e acredito que não será a última.

Sigo em frente com a minha consciência tranquila, com provas irrefutáveis (algumas já postadas aqui), e confiando na graça e na proteção daquele que me salvou e me chamou soberanamente para lhe servir como ministro da sua Santa Palavra, podendo assim cooperar para a edificação da sua Igreja, a defesa da fé que uma vez nos foi dada, e para promover em todos os lugares a sua glória!

Contando com as vossas orações,

Pr. Altair Germano

 

Pode ser uma imagem de área interna

PUBLICIDADE

Últimas notícias

Brasil/Mundo8 horas atrás

Israel fará testes com vacina em pílulas contra Covid-19

A vacina Oravax é projetada para atingir três proteínas estruturais do vírus, em vez da proteína de pico único direcionada...

Brasil/Mundo8 horas atrás

Por não reconhecer Israel como país, judoca da Argélia se nega a lutar contra israelense

Para os islâmicos, enfrentar um atleta israelense é reconhecer o país e muitos se negam a fazê-lo

Brasil/Mundo11 horas atrás

Roberto Jefferson dispara contra embaixador da China no Brasil: “Pilantra que articula contra o governo”

No Twitter, Jefferson chamou o diplomata de “vagabundo que a China mandou para o Brasil”

finanças finanças
Brasil/Mundo12 horas atrás

62,5 milhões de brasileiros estão inadimplentes, aponta estudo da Serasa

Serasa realiza a ação "Limpa Nome" que permite negociar dívidas com até 99% de desconto

Brasil/Mundo12 horas atrás

Braga Netto desmente Estadão: “Desinformação que gera instabilidade”

Apesar da declaração do ministro da Defesa, o jornal mantém a reportagem no ar

Brasil/Mundo12 horas atrás

Bolsonaro assina projetos de lei em favor da família e contra o aborto

Em reunião com o Presidente da República Jair Bolsonaro nesta quarta-feira (21), o Ministério da Mulher, da Família e dos...

Brasil/Mundo1 dia atrás

Ministro da Defesa quebra o silêncio e condiciona eleições de 2022 ao voto impresso

General Walter Braga Netto mandou recado para o presidente da Câmara, afirmando que as eleições de 2022 devem ser "auditáveis"...

Brasil/Mundo1 dia atrás

Deputada Rosane Felix repudia desenho com ideologia de gênero e linguagem neutra da Netflix

"Ridley Jones – a Guardiã do Museu" tem um personagem não binário e uma família de múmias com dois pais

Brasil/Mundo2 dias atrás

Redes sociais terão emojis de homens grávidos

Homens trans são mulheres biológicas que fizeram a mudança de gênero

Brasil/Mundo2 dias atrás

Prouni 2021: MEC divulga resultado da primeira chamada

Pré-selecionados precisam apresentar documentos para comprovar informações