Conecte-se conosco
[the_ad id="107359"]

Política

Renan Calheiros desistiu de pedir indiciamento de Silas Malafaia

Líder religioso se manifestou nas redes sociais debochando da decisão do relator da CPI da Pandemia

Publicado

em

O senador Renan Calheiros (MDB-AL) desistiu de pedir o indiciamento do pastor Silas Malafaia no relatório da CPI da Pandemia.

Segundo o site Metrópoles, a razão para que o líder da Igreja Assembleia de Deus Vitória em Cristo (ADVEC) não entrasse para a lista com mais de 60 nomes foi “para não dar palco” pra ele.

Malafaia é apoiador do presidente Jair Bolsonaro e conselheiro. Ao longo da pandemia, ele se manifestou diversas vezes sobre o assunto.

O nome do líder evangélico chegou a ser cotado para convocação no Senado, mas o próprio Calheiros agiu para que isso não acontecesse.

Ao acreditar que estaria no relatório, Malafaia respondeu que seria “grande honra” ser incriminado e que isso provaria que o senador alagoense é “covarde” e “frouxo”.

Quando viu que seu nome não constava na lista, o religioso debochou nas redes sociais: “POXA! Renan me tirou do relatório final da CPI da safadeza”.

PUBLICIDADE