Conecte-se conosco

Brasil/Mundo

Saiba como lidar com efeitos colaterais das vacinas contra a Covid-19

Especialistas recomendam que a população não tema a vacina e explicam o que fazer em caso de reações

Publicado

em

A vacinação contra a Covid-19 trouxe um medo natural relacionado às reações adversas que algumas pessoas já apresentaram, principalmente da Astrazeneca. Depois da agulha, o medo de o braço doer, da febre, mal-estar e até mesmo outros sintomas menos comuns, como diarreia e vômito.

O Instituto da Vacina de Curitiba sempre alerta aos pacientes que as reações a qualquer vacina podem acontecer e que a melhor forma de lidar com os efeitos colaterais é a informação.

“No caso das vacinas contra a Covid-19, as dores de cabeça e perda de apetite são reações comuns. Existem relatos de complicações mais específicas, como a formação de trombos, mas não foi comprovado que tenham realmente sido desencadeadas pelas vacinas. E, mesmo que tenham sido, foram em uma incidência baixíssima”, conta Josiele Baranovski, gerente do Instituto da Vacina de Curitiba.

De acordo com os especialistas, as reações a qualquer tipo de vacina se dividem em leves, moderadas e graves. As leves seriam dor, vermelhidão e inchaço no local da aplicação. Reações moderadas incluem cansaço, febre, dor no corpo, semelhante a um resfriado. As reações graves, como choques anafiláticos, podem acontecer mas são raras e não são exclusividade das vacinas contra a Covid-19, podem ocorrer com qualquer vacina ou medicamento.

“As reações às vacinas da Covid-19 não são diferentes das outras. Na maioria das vezes basta repouso, aumento de ingestão de líquidos e compressas locais com água em temperatura ambiente por período não maior do que 24 a 48 horas. Analgésicos e antitérmicos podem ser empregados, com orientação médica, quando necessário. Se os sintomas persistirem é preciso buscar atendimento especializado”, explica a médica Maria Teresa Resnauer Taques, do Plunes Centro Médico, de Curitiba (PR).

Para os especialistas, a esmagadora maioria das reações às vacinas contra a Covid-19 são leves ou moderadas, ocorrendo dentro de 24 a 48 horas, e desaparecendo no máximo em três dias. “Nos casos que não seguem essa evolução é recomendado procurar orientação médica para maior segurança”, alerta Josiele.

Vacina ainda é a melhor prevenção

Os benefícios do uso da vacina superam em muito o risco de alguma reação. A Covid-19 ainda não tem um tratamento específico e somente a vacina pode frear a pandemia. “Medos e mitos infundados não devem servir de desculpa para abrir mão desse recurso inestimável. O risco de quem prefere não tomar o imunizante é sempre muito maior que o de quem toma”, frisa Josiele.

Para o Instituto da Vacina, a reação vacinal não está relacionada com a eficiência do processo. A vacina irá desencadear proteção esperada independentemente de causar ou não reações adversas.

PUBLICIDADE

Últimas notícias

Brasil/Mundo13 horas atrás

Lei do Superendividamento favorece negociação e cobrança humanizada

Início das multas no contexto da Lei Geral de Proteção de Dados também deve frear a oferta de crédito a...

Brasil/Mundo13 horas atrás

Brasil ultrapassa marca de 60% da população vacinada com primeira dose contra Covid-19

São mais de 96 milhões de pessoas, das 160 milhões com mais de 18 anos, que receberam a primeira dose...

Brasil/Mundo2 dias atrás

Olimpíadas de Tóquio têm medalhas feitas por designer japonês

Junichi Kawanishi foi o vencedor de um concurso com 400 participantes

Brasil/Mundo3 dias atrás

Entidades e mais de 50 juristas assinam carta em defesa da indicação de André Mendonça ao STF

Texto mostra que um jurista evangélico também pode assumir uma cadeira na Suprema Corte

Brasil/Mundo3 dias atrás

Número de mortes registradas por dependência alcoólica aumentou em 2020

Dados do Ministério da Saúde revelam que houve aumento em 18,4% dos registros de mortes comparado ao ano de 2019

Brasil/Mundo3 dias atrás

Argentina permite o gênero X em carteiras de identidade e passaportes

Medida visa incluir pessoas não binárias, isso é, que não se identificam como homens e nem como mulheres

Brasil/Mundo6 dias atrás

Israel fará testes com vacina em pílulas contra Covid-19

A vacina Oravax é projetada para atingir três proteínas estruturais do vírus, em vez da proteína de pico único direcionada...

Brasil/Mundo6 dias atrás

Por não reconhecer Israel como país, judoca da Argélia se nega a lutar contra israelense

Para os islâmicos, enfrentar um atleta israelense é reconhecer o país e muitos se negam a fazê-lo

Brasil/Mundo6 dias atrás

Roberto Jefferson dispara contra embaixador da China no Brasil: “Pilantra que articula contra o governo”

No Twitter, Jefferson chamou o diplomata de “vagabundo que a China mandou para o Brasil”

finanças finanças
Brasil/Mundo6 dias atrás

62,5 milhões de brasileiros estão inadimplentes, aponta estudo da Serasa

Serasa realiza a ação "Limpa Nome" que permite negociar dívidas com até 99% de desconto