Conecte-se conosco

Brasil/Mundo

Senador se revolta e quer análise de impeachment de ministros do STF

Publicado

em

“Já há algum tempo, vem ocorrendo uma certa insatisfação de milhões de brasileiros com certos comportamentos de ministros do STF” Fonte: Agência Senado

O senador Lasier Martins (Podemos-RS) lembrou, em discurso nesta quinta-feira (18), que o mesmo Senado que aprova a escolha de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) tem competência para processá-los e julgá-los, no caso de crime de responsabilidade.

Por isso, ele voltou a pedir a análise dos pedidos de impeachment de ministros do STF e o funcionamento da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Tribunais Superiores, para apurar irregularidades praticadas por integrantes do Poder Judiciário. Na opinião do senador, se essas medidas já tivessem sido implementadas, os ministros da Corte não usurpariam funções e respeitariam a independência e harmonia entre os Poderes. A CPI já foi criada por requerimento lido em Plenário, porém, até o momento, não foi instalada.

+ Conservadores repudiam decisão do STF sobre inquérito das fake news: ‘Ditadura da toga instalada’

Lasier citou como exemplos de ilegalidade do Judiciário e de intromissão indevida na competência de outras instituições a quebra de sigilo bancário de dez deputados federais e um senador, determinada pelo ministro Alexandre de Moraes, no inquérito instaurado para apurar agressões contra a Corte e seus ministros por meio das redes socais. O senador lembrou que a Constituição, em seu artigo 53, afirma que os parlamentares são invioláveis em suas opiniões, palavras e votos. Por isso, a decisão é inconstitucional, em sua interpretação.

Segundo o senador, a própria instauração do inquérito é uma ilegalidade em si, uma vez que não cabe ao STF, como órgão julgador, atuar também como investigador e acusador. No caso, a apuração dos fatos caberia ao Ministério Público, analisou Lasier.

Por fim, ele ainda acusou de ilegal a investigação que o STF vem conduzindo para identificar os responsáveis por financiar a produção e a disseminação de notícias falsas contra o tribunal.

— Isso não pode acontecer. Isso é uma barafunda jurídica inaceitável. E justamente isso sendo cometido por aquela Corte que deve ser a primeira a zelar pelo fiel cumprimento das normas constitucionais. Então não é por outra razão que, já há algum tempo, vem ocorrendo uma certa insatisfação de milhões de brasileiros com certos comportamentos de ministros do STF, desde aquelas libertações de delinquentes famosos que, por serem poderosos, eram facilmente colocados em liberdade — disse.

Fonte: Agência Senado

AGROTINS 2021

Últimas notícias

Brasil/Mundo2 dias atrás

Programa abre inscrições para capacitar mulheres negras para o mercado de trabalho

Finalistas poderão ser contratadas para estágios na Avon

Brasil/Mundo2 dias atrás

Lula enaltece Renan Calheiros e defende senador na CPI da Pandemia: “Não existe político perfeito”

Mais que amigos: O senador pode ser vice de Lula nas eleições presidenciais de 2022, segundo colunistas políticos de Alagoas

Brasil/Mundo3 dias atrás

Estão abertas as inscrições para a 24ª edição do Prêmio Educador Nota 10

Neste ano, serão escolhidos 10 docentes como ganhadores

Brasil/Mundo3 dias atrás

Hungria apresenta lei que proíbe a promoção da homossexualidade para menores de 18 anos

O país tem adotado ações para proteger os valores tradicionais e a herança da nação de maioria cristã do ativismo...

Brasil/Mundo4 dias atrás

Bolsonaro diz que vai vetar ‘passaporte sanitário’ para vacinados contra a Covid

Texto foi aprovado no Senado e seguirá para a Câmara dos Deputados

Brasil/Mundo6 dias atrás

Levantadora de pesos diz que a presença de atletas trans tornará o jogo olímpico “injusto”

Laurel Hubbard já competia nos campeonatos masculinos até que em 2013 se tornou mulher trans

Brasil/Mundo6 dias atrás

PM de Alagoas exonera subcomandante que defende Bolsonaro e ataca opositores nas redes sociais

Um dia após a exoneração, o militar publicou uma foto no Facebook e escreveu: "Entre o louco e o corrupto,...

Brasil/Mundo6 dias atrás

Benjamin Netanyahu deixa o cargo de primeiro-ministro de Israel

Novo premiê foi eleito pelo parlamento israelense após acordos políticos

Brasil/Mundo6 dias atrás

Biden hasteia a bandeira LGBT na embaixada dos EUA no Vaticano e é criticado

Entre os críticos está o pastor Franklin Graham que entendeu a decisão como um desrespeito ao simbolismo religioso do Vaticano

Brasil/Mundo6 dias atrás

Mandato de Benjamin Netanyahu chega ao fim em Israel

É a primeira vez que o partido árabe Ra’am fará parte oficialmente do governo, que terá apoio de uma coalização...