Conecte-se conosco
[the_ad id="107359"]

Brasil/Mundo

“Sinais dos tempos” mostram que o Reino de Deus está próximo, alerta Augustus Nicodemus

Publicado

em

“O que as pessoas mais precisam agora é reconciliar-se com o Deus” , avisa o pastor

O teólogo e líder presbiteriano, pastor Augustus Nicodemus, escreveu sobre o tema “sinais dos tempos” nas sua redes sociais e falou qual a mensagem destes eventos para a nossa geração.

A mensagem da igreja para nossa geração é essa, “o Reino de Deus está próximo, arrependei-vos e crede no Evangelho”, resumiu.

+ Igreja para ser voz profética precisa ter independência política, alerta Augustus Nicodemus

Muitas pessoas têm buscado, em meio à pandemia atual, respostas sobre o que tais eventos podem desencadear e esquecem o que a Palavra de Deus já avisara sobre isso.

Terremotos, fomes, pestes, epidemias, pragas, guerras, tempestades tem vindo e ido embora, um após o outro, sempre, sem pausa. Milhões dos que tem passado por isso simplesmente endureceram o coração e morreram em sua incredulidade e revolta contra Deus“, lamenta o pastor.

Leia na íntegra:

O PROPÓSITO DOS “SINAIS DOS TEMPOS”

O Senhor Jesus ensinou aos discípulos que até seu retorno em glória calamidades tremendas haveriam de se abater sobre a humanidade. Esses flagelos, por se cumprirem exatamente como ele predisse, e por mostrarem o poder de Deus e sua justa indignação contra a humanidade, são chamados de “sinais” (Mt 24.3).

Terremotos, fomes, pestes, epidemias, pragas, guerras, tempestades tem vindo e ido embora, um após o outro, sempre, sem pausa. Milhões dos que tem passado por isso simplesmente endureceram o coração e morreram em sua incredulidade e revolta contra Deus. Outros, se quebrantaram diante do sinais do poder, da santidade, da justiça e da misericórdia de Deus. Morrerão na fé em Cristo.

Em meio à todas essas catástrofes, Deus não se deixou ficar sem testemunhas do seu amor e da sua compaixão. A mesma natureza que se vira contra o homem também manifesta a glória de Deus: “sua voz se faz ouvir até os confins da terra” (Sl 19.4). Além disso, através dos cristãos fiéis, o Evangelho tem sido pregado em meio aos flagelos tremendos a uma humanidade perdida, sem rumo e sem esperança.

A mensagem da igreja para nossa geração é essa, “o Reino de Deus está próximo, arrependei-vos e crede no Evangelho” (Mc 1.15; Lc 21.31). O que as pessoas mais precisam agora é reconciliar-se com o Deus a quem ofenderam, o Deus que em Cristo, morto e ressurreto, oferece perdão e a vida eterna a todo que nele crê. É esse o propósito dos “sinais dos tempos”.

Maranata! Vem, Senhor Jesus!

PUBLICIDADE

Últimas notícias

Brasil/Mundo25 minutos atrás

Moraes determina prisão preventiva e extradição de Allan dos Santos

Blogueiro bolsonarista é alvo do inquérito que apura a divulgação de notícias falsas

Brasil/Mundo2 horas atrás

Covid-19: 20 milhões de brasileiros estão com a segunda dose da vacina atrasada

Índice de pessoas completamente vacinadas contra a doença já teria passado dos 80% do público-alvo, caso não houvesse atraso na...

Brasil/Mundo23 horas atrás

Governo Federal anuncia o Auxílio Brasil de R$ 400 até o final de 2022

O número de beneficiários será ampliado em relação ao Bolsa Família e deve chegar a 16,9 milhões de famílias

Brasil/Mundo2 dias atrás

Inscrições para cursos gratuitos do Google encerram nessa sexta (22/10)

As capacitações são na área de tecnologia e começam nesse ano

Brasil/Mundo2 dias atrás

Censura: Instagram retira ‘recurso de links’ de perfis conservadores

Internautas falam de perseguição política e tentativa de censura

Brasil/Mundo3 dias atrás

Lego anuncia brinquedos sem gênero para influenciar crianças “contra o preconceito”

Para a marca, acabar com o “estereótipos nocivos” vai ajudar as crianças a não serem preconceituosas

Brasil/Mundo3 dias atrás

Por reclamarem de banheiro coletivo unissex, Joana Prado e Vitor Belford perdem patronício

A empresa foi pressionada por internautas para romper contrato com o casal; usuários da rede alegam de "transfobia"

Brasil/Mundo4 dias atrás

Pesquisa aponta profissão de professor como a mais confiável entre a população

Foram ouvidos de 19 mil entrevistados com idades entre 16 e 74 anos em diferentes países

Publicidade